Abrindo o Verbo

Raimundo Penha fala sobre tumulto durante votação de reajuste de servidores

O parlamentar foi o convidado da edição desta quinta-feira (5) do programa Abrindo o Verbo, com Juraci Filho

Rádio Mirante AM

- Atualizada em 05/05/2022 às 19h58
Raimundo Penha (PDT), vereador e líder do governo na Câmara de Vereadores de São Luís
Raimundo Penha (PDT), vereador e líder do governo na Câmara de Vereadores de São Luís (Rodrigo Bomfim/Mirante AM)

SÃO LUÍS - Durante entrevista realizada nesta quinta-feira (5) ao programa Abrindo o Verbo, da Rádio Mirante AM, o vereador Raimundo Penha (PDT), líder do governo na Câmara de Vereadores de São Luís, classificou como "estranha" a presença de professores da rede municipal de ensino na sessão parlamentar que aprovou o reajuste de 8% aos servidores e funcionários públicos do município. Uma confusão entre professores, manifestantes e seguranças ocorreu nas dependências da casa.

O texto aprovado não engloba os docentes, que seguem em estado de greve após negociações infrutíferas junto à Prefeitura de São Luís em prol de um reajuste de mais de 33% para todos os trabalhadores da classe a nível estadual.

"Tenho o maior carinho pelo Sindeducação, mas me assusta quando um sindicato fala por outra categoria. Fica meio estranho. Estava sendo discutido o aumento para os servidores municipais, eles eram a favor, pois a maioria não se mobilizou. A maioria que estava lá eram os professores, e lá não estávamos discutindo o reajuste dos professores, é algo específico. Isso me leva a uma conclusão de que os servidores municipais que eram o objeto da votação de ontem não estavam contrários. Tivemos um acirramento de ânimo por conta de uma estratégia de governo, foi pedido urgência, deixando de tramitar em comissões. Um projeto de lei que versa sobre aumento só passa em comissões para identificar erros. Existe um entendimento de que o reajuste definido pelo executivo cabe aprovarmos ou rejeitarmos, pois quem calcula esse impacto nas contas é o executivo", disse.

Ouça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.