Ponto Final

César Pires cobra nota do governo sobre a doença da urina preta

O deputado afirma que a ausência de um esclarecimento está prejudicando a produção no estado.
Rádio Mirante AM22/09/2021 às 10h08

O deputado estadual, César Pires (PV), em entrevista a Jorge Aragão, ao Ponto Final, na Mirante AM, ao lembrar do fechamento das barreiras zoofitossanitárias no Maranhão alertou para a situação pânico criado na população sobre o risco de contrair a doença da urina preta.

César Pires explica que mesmo se tivessem as barreiras, não seria possível detectar a presença da enzima que causa a doença. "Essa urina, supostamente, matou gente no norte. No Pará e no Amapá. Para cá no Maranhão não tem dado isso. O que é pior, se tivesse a barreira também não detectava. Você não consegue detectar a olho nu essa enzima que determina essa situação humana", disse o parlamentar.

O deputado então aproveitou para cobrar o Governo do Maranhão, para que emitisse uma nota técnica com dados científicos a fim de tranquilizar a população acerca dos riscos dessa doença chegar ao estado. "O que não pode é alardear. Mas o que eu vejo é uma nota da AGED, pífia, sem substância. Agora o governo deixa isso acontecer, não dá nenhuma nota científica dessa doença de Haff, da urina negra, destrói a produtividade que é pequena. E uma coisa que nem chegou a aqui no Maranhão. E isso não vai modificar nada. Mas agora a produção tá lá. A rede também fica com medo de comprar porque o consumidor tá mal informado. Então o governo nesse momento é irresponsável, que devia emitir uma nota científica, dados técnicos, em vez de ir para a televisão vender o que não tem", pediu César Pires.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.