Panorama

Jefferson Portela esclarece prisão de policial em Imperatriz

Soldado Adonias Sadda foi preso na tarde desta terça-feira (27)
Rádio Mirante AM27/07/2021 às 18h30

IMPERATRIZ — Em entrevista exclusiva à bancada do programa Panorama, da Rádio Mirante AM, o secretário Jefferson Portela, da pasta de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), falou sobre a prisão do policial militar Adonias Sadda, acusado de assassinar a tiros o médico recém-formado Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos, durante uma festa realizada na madrugada desta segunda-feira (26) no município de Imperatriz. Sadda foi capturado na tarde desta terça-feira (27), escondido na casa de um advogado.

“Em primeiro lugar, cabe através da investigação da atividade de polícia judiciária, apontar as circunstâncias dos fatos até o ato final do disparo contra a vítima e depois a fuga do local dos fatos. Então, o delegado de Imperatriz vai diligenciar para colher todas as informações relacionadas ao fato. Primeiro: por que essa festa acontecia fora do horário permitido? Porque essa festa é considerada por nós ilegal, descumprindo as regras de horário e outras regras a ser eventualmente apuradas. Segundo: qual a motivação para esta ação que culminou na morte do médico e eventual rota de fuga, eventual apoio dado ao soldado. Todo esse conjunto vai compor o caderno da investigação policial, que é o inquérito, com a análise dos resultados dos exames de corpo de delito e circunstâncias, por que existe uma prova material, um vídeo colhido na hora da ocorrência e tudo isso vai ser juntado ao inquérito policial, além da oitiva presentes no local. Esse número de pessoas será definido pelo delegado-presidente do inquérito para compor um relatório final e encaminhar o procedimento para o judiciário e o Ministério Público”, pontuou.

Ouça abaixo a entrevista completa, conduzida pelos jornalistas Rodrigo Bomfim, Juraci Filho e Gilberto Léda:

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.