Ponto Final

Felipe Camarão reforça canais educativos do Governo do MA

Com a impossibilidade de realização das aulas presenciais o Secretário de Educação afirma que o objetivo é democratizar o acesso à aprendizagem.
Rádio Mirante AM12/04/2021 às 09h27

Na manhã desta segunda-feira (12), o Secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão, em entrevista ao programa Ponto Final, com Jorge Aragão, na rádio Mirante AM, reforçou as atividades realizadas pelo governo do estado para minimizar o impacto da pandemia na educação.

Felipe revelou que o momento pelo qual o país passa atualmente é o mais difícil da história e que os efeitos só serão sentidos daqui a dez anos.

"É o momento mais difícil da história do Brasil, claro, em relação a saúde, mas em relação a educação também. E é pior porque a gente não vai sentir agora. Ninguém tá sentindo os efeitos na educação agora. Mas ontem até, no twitter, a Priscila Cruz, que é presidente do movimento da sociedade civil chamado Todos Pela Educação, mencionou que está sendo uma morte lenta da sociedade, pelo menos dessa geração que hoje tem seis, sete, oito anos. Principalmente dessa geração. Que é a galera que tinha que está sendo alfabetizada na idade certa desde o ano passado. Ai você imagina. Em todo lugar essa galera não está sendo alfabetizada. Aí você pergunta: Não está tendo mecanismo para ficar em casa? Está, mas pai e mãe são analfabetos, tem que passar o dia na rua. Eu comparo isso a um câncer. A gente sabe que quando o câncer dói, é porque já está em estágio terminal. Quando doer, eu repito, daqui a 10 anos, quando essa galera tiver 16, 17, 18 anos, a sociedade vai sentir esse efeito. Vai ser um retrocesso", disse.

Apesar das dificuldade, o Secretário de Educação reforça que estão sendo realizadas ações para minimizar o impacto da pandemia na educação, com aulas na televisão, distribuição de chips para acesso à internet, canal no YouTube e portais com materiais de estudo, com acesso livre para todos os públicos.

"Por outro lado a gente tá nesse paradoxo entre dois caminhos. A gente não pode voltar as aulas presenciais agora também. Estamos batendo todos os recordes, infelizmente, de morte, de internações. O que a gente tem feito, na parte do governo estadual são ações de minimizações de danos. Estamos ajudando os municípios nesse sentido também. Todos tem se esforçado muito. Tem sido desafiador esse momento. Mas continuamos trabalhando muito e no dia da educação, 28 de abril, vamos bater recorde de inauguração de uma vez só, de Escolas Dignas. A gente tá com um pacote de ações e esse ano a gente teve que incrementar e graças a Deus estamos com muita ajuda do Sistema Mirante para poder difundir. Nosso lema nesse momento é democratizar o acesso à aprendizagem. Nós começamos primeiro com aquele movimento de distribuição de chips de internet, canal do YouTube, temos a plataforma Gonçalves Dias com aulas para o ensino médio, um portal destinado ao Pré-Enem e a terceira área é voltada à TV Educação", garantiu.

Felipe Camarão, que nunca participou de um pleito político, também revelou que pretende se candidatar, na próxima eleição em 2022 para o cargo de deputado federal.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.