Ponto Final

Carlos Lula explica baixo índice de vacinação no Maranhão

O Secretário de Estado da Saúde afirma que o responsabilidade de vacinar são dos municípios
Rádio Mirante AM16/02/2021 às 09h44

Nesta terça-feira (16) o Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, em entrevista no programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, esclareceu algumas situações sobre a covid-19 no Maranhão.

Sobre o baixo índice de imunizados contra o novo coronavírus no estado, Carlos Lula explica que o governo apenas organiza a vacinação. "O estado não é responsável pela vacinação em si. Ele compra as doses do Governo Federal e cuida da logística de distribuição dessas vacinas. Ele faz a entrega e organiza a vacinação. Mas quem vacina efetivamente são os municípios", disse.

Sobre a estrutura de campanha para o enfrentamento da pandemia no Maranhão, Carlos Lula disse que o governo optou por investir em leitos fixos, porque o custo dos hospitais era muito alto e não tinha demanda. "O hospital foi desativa porque não tinha demanda. Um hospital desse custa muito, porque ele tem um custo fixo muito alto. Então, como a gente viveu praticamente seis meses um cenário muito tranquilo no estado, a gente não tinha como manter essa estrutura de campanha. E a gente prefere apostar em leitos permanentes". No momento, apenas o hospital de campanha em Bacabal, doado pelos Estados Unidos.

Carlos Lula também falou sobre a taxa de ocupação dos leitos para a covid-19 no estado. Ele diz que apesar da taxa de ocupação no estado estar acima de 90% em São Luís, o momento ainda não requer a necessidade de uma nova estrutura de campanha, porque novos leitos serão disponibilizados nas unidades de saúde fixas da capital. "A gente pede a atenção da sociedade porque essa taxa de ocupação vai cair com a sociedade ajudando a gente. A gente tem uma preocupação muito grande sobretudo em relação a variante de Manaus", esclareceu.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.