Panorama

Yglésio diz que "Lockdown nesse momento não se justifica"

O deputado estadual afirma que o momento é de dialogar com a população
Rádio Mirante AM04/02/2021 às 09h24

Na tarde desta quarta-feira (03), o deputado estadual Yglésio Moysés, em entrevista por telefone no programa Panorama, falou sobre o pedido da Defensoria Pública para a implantação de um novo lockdown no Maranhão.

Yglésio afirma que "O lockdown nesse momento não se justifica. Apesar da transmissão no Maranhão ter aumentado nos últimos dias, nas últimas duas semanas especificamente. O que a gente tem que fazer é aumentar os leitos hospitalares. Voltar ao patamar de leitos que a gente tinha antes. A gente chegou a ter no Maranhão, por exemplo, 1.200 leitos clínicos e hoje a gente tem um pouco menos da metade disso. E como a gente tem a maioria dos casos, que não são casos de UTI, a gente tem que reforçar os leitos clínicos ao mesmo tempo que vai preparando os leitos de UTI para o período pior que a gente vai ter nessa pandemia, que são os meses de fevereiro e março", disse.

O deputado estadual diz que a previsão é de um aumento do número de casos neste mês de fevereiro , que deve durar até o mês seguinte. "Esse ano, diferente do ano passado, que a gente teve um pico entre os meses de maio e junho. Nós vamos ter isso aí adiantado, muito provavelmente até março já deve ter passado o ponto mais alto da quantidade de casos", acrescentou.

Sobre a nova cepa do coronavírus, Yglésio disse que até o momento não há informações suficientes para definir que a variante é mais transmissível e que o momento é de dialogar com o povo.

"Não temos dados objetivos sobre a transmissibilidade dessa nova cepa do novo coronavírus. Não se tem certeza se a variante de Manaus está circulando aqui. Dentro de uma ou duas semanas nós devemos ter a resposta em relação a isso, o sequenciamento genético do vírus para ter essa certeza", disse.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.