Ponto Final

Elisa Tolomelli e Joaquim Haickel falam do longa Arcanos

A intenção do projeto é fomentar a produção cinematográfica local e divulgar as belezas do estado
Rádio Mirante AM27/01/2021 às 12h15

A produção cinematográfica brasileira trará as belas paisagens do Maranhão futuramente. É o que promete o longa-metragem Arcanos, produção encabeçada por Joaquim Haickel, autor de obras como Padre Nosso (2008), Pelo Ouvido (2008), A Ponte (2012), Redenção (2017) e Elisa Tolomelli, produtora de clássicos do cinema brasileiro como Central do Brasil (1998) e Cidade de Deus (2002).

Em entrevista ao programa Ponto Final desta quarta-feira (27), Elisa fez uma analise do cenário audiovisual diante da pandemia do novo coronavírus. Ela afirma que o mercado está crescendo no Brasil e que a tendência agora são as plataformas de streaming.

"Você tem que ver o cinema como um mercado audiovisual como um todo. Nós temos esse momento de pandemia, mas temos também por outro lado algumas produções voltando às filmagens, levando em conta todos os protocolos. E esse mercado, o mercado audiovisual que engloba o cinema, engloba a televisão, engloba séries, ele está crescendo muito. Então a gente tem agora o streaming capitaneado pela Netflix, pela Globoplay, Amazon e várias outras plataformas e também Tv's, VOD's que estão fazendo muitas produções nacionais. Produzir no Brasil não é o país mais caro do mundo se você compara com os outros países, então aqui é um mercado, para essas plataformas, muito bom. Porque além da gente ter qualidade técnica, temos um país imenso com uma pluralidade de cultura que nos permite desenvolver projetos dos mais variados tipos", disse Tolomelli.

Sobre o projeto do longa Arcanos, Haickel diz que o objetivo é principalmente fomentar a produção cinematográfica no Maranhão, servindo como uma ferramenta de divulgação tanto dos profissionais que irão trabalhar na produção do filme, como dos cenários que serão filmados.

"Basicamente é a produção de um longa-metragem de baixo orçamento. Nós já temos um terço dos recursos fechados para a realização desse filme. Estamos tentando conseguir os outros dois terços. Esse filme pretende fortalecer o polo de cinema do Maranhão. Nós vamos trazer para cá quatro atores de fora. Nosso filme vai ter vinte atores. Nós vamos ter 16 atores do Maranhão trabalhando. Nós vamos ter um diretor de fotografia de fora, mas toda a equipe de arte vai ser daqui. A gente vai dar emprego, expertise, a gente vai dar possibilidade de um vislumbre de sucesso fora do Maranhão", explicou Haickel.

Joaquim Haickel anunciou que Arcanos vai contar com a participação de Lília Cabral, Sidney Magal, Dhu Moraes e Ricardo Trepa.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.