Ponto Final

Adriano confirma candidatura à prefeitura de São Luís pelo PV

O deputado estadual e agora candidato à prefeitura da capital maranhense falou sobre o que lhe motivou a ingressar na vida pública e disse que seu sonho é ajudar mais a cidade.
Rádio Mirante AM01/09/2020 às 10h36

Na manhã desta terça-feira (1º) o deputado estadual e agora oficialmente candidato à prefeitura de São Luís pelo Partido Verde (PV), Adriano Sarney, em entrevista a Jorge Aragão, no programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, falou sobre sua trajetória e a sua motivação para ingressar na vida pública.

Adriano lembrou que entrou na política para ajudar as pessoas, a cidade em que nasceu e reforçou que entrou no setor público pelo voto popular, sem indicação.

"Eu sou economista, sou administrador, tenho uma vasta experiência de gestão na iniciativa privada, tenho estudos e sempre o meu perfil foi um perfil do executivo. Depois de muitos anos de experiência, aos 33 anos de idade eu decidi que eu precisava entrar na vida pública para ajudar as pessoas, para ajudar minha cidade e a cidade que eu nasci e a cidade que meus filhos nasceram, meus pais nasceram na cidade de São Luís e o nosso estado também. Então a partir desse dia eu comecei um trabalho para ingressar na vida pública. Poderia, você sabe, pelo nosso grupo político, pela família, poderia ter ingressado, assim como fizeram outras pessoas, pela indicação. Mas não quis ir por esse caminho. Quis entrar na vida pública, quis entrar no setor público pelo voto popular. Então, meu primeiro emprego, quer dizer, meu primeiro cargo na verdade, meu primeiro cargo público foi pelo voto popular com 48 mil votos para deputado estadual. Então após ter tido essa vasta experiência no setor privado, após ter estudado, eu consegui me eleger e entrar no setor por um sonho de ajudar as pessoas e ajudar nossa cidade. Mas entrei sim, pelo voto popular e não por indicação. E fiquei muito satisfeito quando a população me reelegeu agora em 2018 com uma votação ainda maior do que eu tive inicialmente. Com independência, sempre fiscalizando o governo, sempre ficando ao lado do povo", disse.

O candidato disse que ajudou bastante enquanto deputado estadual, mas que a Prefeitura de São Luís é onde as coisas realmente acontecem e seu perfil de administrador combina mais com o Executivo.

"Então isso é uma coisa muito gratificante, mas vi que no Legislativo, apesar de ter ajudado como você mesmo aqui listou algumas leis de minha autoria, e eu tenho mais de mil proposições na Assembleia Legislativa durante seis anos como deputado estadual. Eu vi que esse meu perfil de gestor, esse meu perfil de administrador, ele combina mais talvez com a Prefeitura de São Luís, porque é onde nós podemos ajudar mais as pessoas. A prefeitura, o Executivo, é onde as coisas acontecem na prática, no pé no chão. Onde você pode realmente mudar a educação, humanizar a saúde. Onde você pode de fato fazer a infraestrutura da cidade, mudar a vida das pessoas mais de perto. Eu sei que como deputado estadual eu consegui, graças a Deus, mudar a vida de milhares e milhares de pessoas com as nossas leis, com as minhas leis. Mas no Executivo eu vou conseguir fazer muito mais e continuar esse sonho de ajudar a nossa cidade de contribuir para a nossa cidade", explicou.

Adriano destacou a necessidade da cidade de ser bem cuidada e se disse pronto e capaz de assumir esse compromisso.

"Todos nós amamos essa cidade mas achamos que a cidade precisa ser bem cuidada. Uma cidade melhor para se viver, arborizada, com mais emprego, uma geração de renda, com praias despoluídas com rios despoluídos, com escolas públicas de qualidade, com creches, com a mobilidade urbana que possa propor tranquilidade e conforto também para toda a população. As pessoas querem ter uma vida tranquila e uma vida feliz. E pra ter essa vida ninguém precisa de muita coisa para ser feliz, só precisa ter moradia, sair de sua casa na sombra porque aqui faz um calor infernal, ou seja, nós temos o projeto. Eu como Partido Verde (PV) nós temos um projeto muito bacana que é o projeto "Uma árvore uma vida". Nós queremos plantar um milhão de árvores espaço pela cidade para proporcionar sombra para as pessoas. São Luís é uma das capitais com menos arborização que existe. Porque a mobilidade urbana ela começa na porta da sua casa. A gente tem que pensar o básico que as pessoas querem, a pessoa que quer sair de casa, pegar um ônibus com uma sombra bacana, com sua criança, deixar a sua criança numa creche, uma creche que vai cuidar dessa criança, depois ir para o seu trabalho, ou seja, ter emprego e renda que São Luís tem o potencial para isso, para gerar emprego no setor portuário, para gerar emprego no turismo, para gerar emprego na cultura. Nós somos Poli culturais, nós maranhenses, ludovicenses somos Poli culturais. Nós dançamos. Nós cantamos. Nós fazemos a melhor comida do Brasil. Então as pessoas querem isso e no final de semana se divertir. Ter recurso para se divertir com seus familiares, com sua família, ir à Igreja. E é isso que a gente quer. A gente quer fazer uma gestão, uma administração pé no chão. Nós temos a possibilidade, a capacidade de fazer isso. Eu sou administrador, sou economista, tenho experiência na área, sei como fazer. Ouvindo as pessoas, planejando e utilizando o orçamento da cidade. A cidade tem dinheiro sim. Tem dinheiro mas tem que ser bem administrado para que a gente possa de fato fazer com que as pessoas vivam", concluiu.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.