Entrevista

"Isolamento social é o único remédio", diz Simplício Araújo

O Indústria Comércio e Energia do Maranhão disse que o governadores estão buscando copiar as boas práticas que deram certo em outros países que sofreram com a pandemia.
Rádio Mirante AM 27/05/2020 às 08h30

Na tarde desta terça-feira (26), no programa Abrindo do Verbo, da Rádio Mirante AM, o secretário Indústria da Comércio e Energia do Maranhão, Simplício Araújo, em entrevista a jornalista Alessandra Rodrigues, falou sobre as medidas que estão sendo adotadas pelas autoridades para combater o coronavírus. Ele ressaltou que os governadores estão buscando as boas práticas para evitar a proliferação do vírus e disse que o único remédio que deu certo em todo o mundo foi o isolamento social.

"Todo mundo busca as boas práticas, e é isso que eu vejo hoje os governadores fazendo, buscando copiar o que aconteceu lá na china em Wuhan, o que aconteceu lá na Europa, o que demorou a acontecer nos Estados Unidos, mas está acontecendo, e com a demora a gente sabe que há prejuízo de vidas, prejuízo em geral. Então, ali pelo dia 15 abril, quando a gente falava sobre essa possibilidade, nós colhemos o resultado do final do mês, quando nós começamos a ter fortemente no Brasil, a dupla interpretação de atacar essa pandemia. O presidente falando para os empresários abrirem as lojas e os governadores, sabiamente, dizendo para a população que é preciso aplicar no Brasil, o único remédio que deu certo para todo mundo, o isolamento social",afirmou.

Simplício Araújo também explicou a decisão do governador Flávio Dino sobre a reabertura do comércio no estado. Ela reforçou que o governador sempre deixou claro que a volta seria gradual e com cautela.

"Primeiro é preciso observar o que disse o governador Flávio Dino, ele sempre falou em abertura gradual e extremamente cautelosa. O que está em vigor hoje? Um decreto onde praticamente o governador prorrogou o decreto anterior e flexibilizou apenas para famílias, para empresas familiares. Então esses pequenos estabelecimentos, houve essa flexibilização inicial. A partir do dia 1º de junho, o secretário chefe da casa civil do estado, Marcelo Tavares, uma pessoa que trem uma capacitação muito grande, uma convivência na política, portanto tem toda a capacidade para apontar, após receber o trabalho que estamos fazendo, se o que nós estamos defendendo será ou não realizado daquela forma", disse.

Ouça a entrevista completa.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2019 - Todos os direitos reservados.