NEGLIGÊNCIA

Atendimento do Samu se nega a prestar socorro médico

Fato é denunciado na Delegacia Regional de Imperatriz e ao Ministério Público
Rádio Mirante AM10/01/2019 às 11h39

Na cidade de Imperatriz, o registro negativo de um ato de má vontade e desinteresse de um atendente do Serviço Médico de Urgência (Samu) gera revolta princialmente pela tentativa de justificar o não atendimento.

A proprietária de um comércio observa uma mulher estendida no chão, ferida no pé e gemendo, liga para o plantão e pede para que a paciente seja levada ao hospital, mas tem a resposta de que o deslocamento da viatura só ocorreria se houvesse um acompanhante.

O telefonista alegou que esta é uma norma protocolar do Samu e que a mulher, sem o cumprimento dessa exigência, não seria atendida..

Andréa Barreiros, que procurou o serviço de atendimento médico, denunciou o fato na delegacia regional de polícia e no Ministério Público. O servidor foi afastado e vai responder a um processo administrativo. A vítima foi atendida por um motorista que deu carona e a conduziu a um hospital.

Ouça o áudio com mais informações.

Leia outras notícias em miranteam.com. Siga, também, a Mirante AM no Twitter e curta nossa página no Facebook. Fale conosco por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99142-5060.

© 2018 - Todos os direitos reservados.