Polícia Civil

Mais de mil prisões são efetuadas no 1º trimestre de 2021 no interior do Maranhão

Houve aumento de 114,63% em relação a igual período no ano passado.
Imirante.com, com informação da Polícia Civil09/04/2021 às 09h02
Mais de mil prisões são efetuadas no 1º trimestre de 2021 no interior do MaranhãoPolícia Civil intensificou o número de operações. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

SÃO LUÍS - A Polícia Civil do Estado do Maranhão realizou, no primeiro trimestre de 2021, um trabalho de investigação que resultou em 1.041 prisões, bem como na apreensão de drogas, armas, munições, veículos, valores em dinheiro, aparelhos celulares, entre outras. O trabalho resultou de investigação integrada entre a Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), delegacias regionais e delegacias municipais.

Dentre as prisões, 422 foram Prisões em Flagrante; 405 Mandados de Prisões Preventivas; 83 por Mandados de Prisões Definitivas; 63 Prisões Temporárias; 29 Prisões Civis; e nove Mandados de Recaptura. Quanto a adolescentes, foram 19 Mandados de Internação Provisória e 11 Autos de Apreensão em Flagrante.

Em relação ao igual período em 2020, em que foram registradas 485 prisões, houve aumento de 114,63%. Apesar de todas as dificuldades decorrentes da pandemia, a Polícia Civil intensificou o número de operações e integração entre as delegacias regionais, municipais, especializadas e grupos especiais que integram a Policia Civil do Estado do Maranhão; além do trabalho conjunto com as demais forças de segurança, especialmente, a Polícia Militar.

No trimestre, foram computadas 180 prisões por crimes violentos e letais intencionais (CVLI), número que aumentou 93,54%, em relação a 2020, com 93 prisões. Em relação a apreensões de armas, no primeiro trimestre de 2020, foram apreendidas 67 armas de fogo; em 2021, o total foi de 173. Aumento de 179,03%, no período.

Dentre as 1.041 do trimestre, 225 foram realizadas pelo Grupo de Pronto Emprego (GPE), que atualmente está implementando em sete delegacias regionais. Considerando mês a mês, em janeiro foram 367 prisões; em fevereiro, 310; e no mês de março, 364 suspeitos foram presos pela Polícia Judiciária no interior do Estado.

Para o delegado Guilherme Campelo, superintendente de Polícia Civil do interior, esse resultado demonstra a garra dos servidores da Polícia Civil que mesmo enfrentando os riscos de atuar mantendo contato direto com a população, durante a pandemia da Covid-19, permanecem trabalhando firme no cumprimento do dever de investigar e solucionar crimes, levando mais segurança à sociedade maranhense.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.