Guerra Urbana

Imicast: o uso do termo "alemão" pelos membros de facções em São Luís

O jornalista e pesquisador Nelson Melo explica o que significa a expressão.
Imirante.com18/02/2021 às 16h09
 Imicast: o uso do termo "alemão" pelos membros de facções em São LuísO termo “alemão” seria uma referência ao Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - No contexto do crime organizado, existem muitas situações que ficam apenas nos bastidores, como se fossem segredos nunca revelados para a sociedade. Na Itália, esses casos são tratados como se fossem rituais esotéricos, do tipo que apenas poucas pessoas conseguem ter acesso. Não à toa, na cerimônia de batismo da máfia siciliana, os novos membros são intimidados, indiretamente, por meio da simbologia em torno do sangue.

Na capital maranhense, o processo não é tão diferente. O que não tem visibilidade explica melhor como uma facção criminosa consegue ganhar tanta validade para os jovens. A tal da “vida loka” é real. O “alemão” seria uma referência ao Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, uma das áreas de domínio de uma poderosa organização criminosa com células no Paraguai. Para os faccionados de outras favelas ou morros, o inimigo que atuava lá era considerado “alemão”. Ouça:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.