No Maranhão

Operação da polícia civil durante feriado prolongado resulta em 16 prisões

Entre os dias 4 e 8 de setembro, equipes de policiais estiveram no cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão em diversos municípios maranhenses.
Imirante.com, com informações da assessoria12/09/2020 às 10h28
Operação da polícia civil durante feriado prolongado resulta em 16 prisõesCom a ação no período, 16 pessoas foram detidas, além de armas, dinheiro, drogas e uma carga de cigarros apreendidos. (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Maranhão)

MARANHÃO - Tráfico de drogas, estupro de vulnerável, formação de quadrilha, roubo e tentativa de homicídio estão na lista de crimes dos suspeitos detidos pela Polícia Civil, durante operação realizada no feriado prolongado da Independência. Entre os dias 4 e 8 de setembro, equipes de policiais concentraram esforços no cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão, em diversos municípios maranhenses. Com a ação no período, 16 pessoas foram detidas, além de armas, dinheiro, drogas e uma carga de cigarros apreendidos.

“As regionais de Polícia Civil intensificaram o trabalho investigativo e de cumprimento de mandados no feriado prolongado, para redução da criminalidade. Operações integradas são parte da rotina de trabalho da nossa polícia e em períodos distintos reforçamos essas ações”, destaca o delegado que está respondendo pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), Alessandro Castro. A operação esteve em Lago da Pedra, Viana, Bequimão, Tuntum, Itapecuru-Mirim, São João dos Patos e Zé Doca e contou com apoio da Polícia Militar.

Em Bequimão, quatro pessoas foram presas por contrabando, associação criminosa armada e porte ilegal de arma de fogo. O grupo é suspeito de descarregar carga de cigarros em porto clandestino no interior da cidade. Na abordagem, a polícia constatou se tratar de cigarros estrangeiros, cuja circulação é proibida. Com os suspeitos foram apreendidos um revólver calibre 38, com seis munições intactas; R$ 12,5 mil em dinheiro; e dois caminhões baús que transportavam os cigarros. O grupo foi autuado em flagrante por contrabando, associação criminosa armada e porte ilegal de arma de fogo.

Em Viana e Tuntum, a polícia prendeu dois suspeitos de estupro de vulnerável. No caso em Viana foi detido o pai da vítima, que já estava com mandado de prisão emitido. A denúncia partiu do Conselho Tutelar local. Em Tuntum, um idoso foi preso por suspeita de estupro de uma criança de sete anos de idade. A denúncia partiu da mãe da criança. “Com essas prisões, a Polícia Civil reforça o seu compromisso com a sociedade e reitera sua intolerância com crimes graves, sobretudo aqueles que afligem pessoas em desenvolvimento”, pontua o delegado Alessandro Castro.

Duas mulheres foram presas em Tuntum por tráfico de drogas, associação para o tráfico e guarda e aquisição de moeda falsa. Com elas, a polícia apreendeu 24 cédulas falsas de cem reais e meio quilo de crack. Ainda no município, preso suspeito de tentativa de homicídio contra três policiais militares. O preso não atendeu a ordem de parada em blitz, fugiu em alta velocidade e em uma barreira, jogou o veículo contra os policiais. O suspeito foi autuado por tentativa de homicídio, desacato e resistência.

No município de Zé Doca foi preso em flagrante um homem e apreendido um adolescente, ambos por roubo. Outros dois envolvidos, que estavam com os detidos, também responderão pelo crime. O adolescente foi encaminhado para internação. Ele é reincidente e já havia sido levado à instituição de internação pelo mesmo crime. Em Lago da Pedra, uma oficina clandestina de fabricação e conserto de armas foi desmontada pela polícia. Dois suspeitos foram presos e, em busca no local, a polícia encontrou espingardas, munições e ferramentas para a fabricação das armas. “A Polícia Civil não mede esforços para cumprir seu papel na aplicação da lei”, enfatiza Castro.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.