Educa Mais Brasil

Dicionário criado por estudantes homenageia nomes importantes para a História do Brasil

Iniciativa envolveu mais de seis mil estudantes de todo o país.
Educa Mais Brasil17/08/2020 às 14h32
Dicionário criado por estudantes homenageia nomes importantes para a História do BrasilNomes como Mercedes Baptista, Araribóia, Tibiriçá e a Jackson Viana de Paula dos Santos são alguns dos personagens encontrados no dicionário. ( Foto: Divulgação / Educa Mais Brasil)

MARANHÃO - Estudantes de todo o país que participaram da 5ª edição da Olimpíada de História criaram um dicionário para dar visibilidade a nomes pouco conhecidos na História do Brasil. Intitulado de “Excluídos da História”, o dicionário
biográfico traz 2.251 verbetes publicados sobre personagens brasileiros importantes que estão fora dos livros oficiais. Nomes como Mercedes Baptista, Araribóia, Tibiriçá e a Jackson Viana de Paula dos Santos são alguns dos personagens encontrados no dicionário.

A criação envolveu 6.753 estudantes que participaram da quinta fase da Olimpíada Nacional em História do Brasil
(ONHB), realizada no ano passado, entre os dias 3 e 8 de junho de 2019, divididos em equipes de três
participantes cada.

A ideia surgiu inspirada no samba enredo da Estação Primeira de Mangueira, escola campeã do carnaval carioca
no ano passado, que levou para a Sapucaí o enredo História para Ninar Gente Grande, cuja letra contava “versos
que o livro apagou”.

De acordo com a coordenadora da Olimpíada Nacional em História do Brasil, Cristina Meneguello, o tema sobre
excluídos da história foi definido como tarefa para a quinta fase da Olimpíada e os participantes foram questionados sobre o assunto desde a primeira fase.

Durante a criação do dicionário, os estudantes tiveram a liberdade para escolher os personagens considerados
dentro do critério de ser importante para a história do Brasil e não ser lembrado nos livros didáticos. O interessante é que alguns dos nomes escolhidos são de pessoas vivas.

Dentre os personagens, o leitor encontra a biografia de Tibiriçá, cacique que teve papel importante na fundação
da cidade de São Paulo; Jackson Viana, fundador da Academia Juvenil de Letras; Mercedes Baptista, primeira
bailarina negra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Araribóia, fundador de Niterói, município do Rio de Janeiro.

“Realmente ficou muito bom o trabalho realizado pelos participantes. Depois, o template que foi criado, com
essas quatro páginas como se fosse de um livro didático, ficou um design muito bom e ganhou a medalha de
prata no Brasil Design Award no ano passado, como design de sistema educativo”, destaca Meneguello.

Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB)

A ONHB foi criada em 2009 pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e reúne, atualmente, mais de 70
mil estudantes dos ensinos fundamental e médio em uma maratona de busca pelo conhecimento em história do Brasil.

A competição é composta de cinco fases on-line, com duração de uma semana cada, e uma prova para os
finalistas das equipes mais bem pontuadas para definir os medalhistas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.