Timon

Mulher revistada ao sair de loja será indenizada em R$ 3 mil

Ela diz que sofreu uma abordagem vexatória na porta da loja.
Imirante.com, com informações da Assessoria19/08/2015 às 11h12

SÃO LUÍS - Uma mulher que sofreu abordagem de um segurança de loja de roupas em Teresina, Piauí, será indenizada. Para a Justiça de Timon (MA), a mulher, que não foi identificada, afirmou que entrou na loja, mas que saiu sem comprar nada. Na porta do estabelecimento ela sofreu uma abordagem que considerou vexatória.

A loja Noroeste afirmou que no caso dos autos, em caso de suspeita de furto, jamais realiza revista de clientes e limita-se a solicitar que o consumidor sob suspeita aguarde a chegada da autoridade policial a fim de solucionar a suspeita de delito.

No entanto, uma testemunha relata que a mulher foi abordada na calçada fora da loja. Segundo ela, o segurança teria puxado o capacete que estava nas mãos da consumidora, verificando o que havia dentro. Ela mostrou que o que estava dentro do capacete era a sua jaqueta.

Logo, a Justiça condenou a loja ao pagamento da indenização de R$ 3.152,00 por danos morais, com juros aplicáveis de 1% ao mês.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.