Greve Bancários

Por tempo indeterminado, greve dos Bancários chega ao 19º dia no Maranhão

Categoria rejeita reajuste de 7,1% de banqueiros e reivindica aumento de 22%.
Imirante.com07/10/2013 às 12h07

SÃO LUÍS - Em greve desde o mês passado, os bancários do Maranhão completaram 19 dias de paralisação nesta segunda-feira (7). A categoria reforçou o movimento em ato público realizado nesta manhã (7), em frente à agência do Banco do Brasil, na Praça Pedro II, no Centro de São Luís. Às 17h, os trabalhadores voltam a se reunir em assembleia na sede do o Sindicato dos Bancários do Estado do Maranhão (Seeb-MA).

Em Assembleia, no fim de semana, a categoria rejeitou a proposta apresentada pela Fenaban na última sexta-feira (4/10) e decidiu pela permanência da greve por tempo indeterminado. A proposta de reajuste da Fenaban é de 7, 1% nos salários. Os trabalhadores reivindicam aumento de 22%. Para os bancários, a nova proposta eleva de 6,1% para 7,1% o percentual de reajuste sobre os salários e mantém as mesmas regras da PLR do ano passado.

Para o presidente do SEEB-MA, José Maria Nascimento, a proposta dos banqueiros é rebaixada e insuficiente diante dos lucros bilionários dos bancos e dos baixos salários pagos à categoria. "O índice de 7,1% só repõe a inflação do período, representando, na verdade, somente 0,97% de aumento nos salários" - esclareceu.

Segundo o presidente, a proposta está muito aquém das expectativas dos bancários, que reivindicam: reajuste de 22%, PLR de 25% linear, contratação de mais bancários, saúde, segurança, dentre outras pautas.

Mobilização

Em todo o país, a tendência é que o movimento se intensifique ainda mais nesta semana. Na última sexta-feira, 16º dia da greve, 11.409 agências foram paralisadas nos 26 estados e no Distrito Federal. A categoria reafirma que está aberta ao diálogo e aguarda, ainda para esta semana, uma proposta decente dos patrões.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.