Greve dos bancários

Greve dos bancários cresce no MA e continuará na segunda-feira

A adesão cresceu 45%, 114 agências bancárias estão com as atividades suspensas.
Thiago Bastos/O Estado21/09/2013 às 09h33

SÃO LUÍS - A direção do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB), após deliberação em assembleia no fim da tarde dessa sexta-feira (20), decidiu pela continuidade da greve da categoria em todo o Estado após a classe patronal, por meio da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), não ter sinalizado com qualquer contraproposta. Ainda segundo o SEEB, a adesão ao movimento cresceu 45% e, até o momento, 114 agências bancárias em 39 municípios maranhenses estão com as atividades suspensas.

Segundo a secretária de Saúde e Segurança do Trabalho do SEEB, Maria Regina Sanches de Sousa, existe a possibilidade de a greve dos funcionários dos bancos se estender até o fim da próxima semana. “Como até o momento não houve qualquer sinalização por parte dos patrões, se isso não ocorrer, e não vier uma proposta satisfatória, manteremos a suspensão das atividades”, disse.

Ainda de acordo com ela, houve elevação nos índices de apoio ao movimento. “Algumas agências que ainda estavam atendendo em algumas cidades do Estado não funcionaram hoje [ontem]. Em pelo menos 10 cidades do Maranhão isso ocorreu. Ou seja, a categoria entendeu que o movimento é legítimo e necessário. Essa adesão poderá aumentar nos próximos dias”, afirmou a secretária de Saúde e Segurança do Trabalho do SEEB.

Em todo o Brasil, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), subiu para 7.282 o número de agências e centros administrativos de bancos públicos e privados fechados, o que significa um crescimento de 18,5% na greve em relação à quinta-feira (19).

Orientações

Com relação aos clientes que possuem contas para pagar e não dispõem de cartão para uso em caixa eletrônico, a Fenaban orienta que os consumidores recorram às agências lotéricas e até as lojas de departamentos que aceitam a quitação de contas.

No caso de o cliente precisar sacar dinheiro na boca do caixa, a determinação é entrar em contato por telefone com o banco e solicitar uma alternativa. A exceção são os consumidores que podem movimentar a conta pela internet ou caixas eletrônicos. Esse contingente não deverá enfrentar problemas.

Em relação aos caixas eletrônicos, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as máquinas que estão dentro das agências bancárias funcionam até as 22h. Em locais de grande circulação, como em lojas de conveniência, o funcionamento é 24 horas. A Febraban lembra que os saques noturnos são limitados a R$ 300 e o valor para saque diurno varia, dependendo da instituição financeira.

Pauta

As principais reivindicações dos bancários são: reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real além da inflação); participação nos lucros e resultados; piso de R$ 2.860,21; auxílios alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada; melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoece os bancários; fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aplicação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas; plano de cargos, carreiras e salários.

Cidades maranhenses atingidas pela greve dos bancários:

São Luís

Chapadinha

Buriticupu

Nova Imperatriz

Açailândia

Caxias

Bacabal

Paulo Ramos

Codó

Rosário

Santa Inês

Fortaleza dos Nogueiras

Miranda do Norte

Pinheiro

Imperatriz

Lago da Pedra

Trizidela do Vale

Pedreiras

Bom Jardim

Zé Doca

Itapecuru-Mirim

Pindaré-Mirim

Brejo

Araioses

Timon

Matões do Norte

Santa Helena

Barra do Corda

Colinas

Grajaú

Vitória do Mearim

Santa Rita

Alcântara

Santa Luzia

São Mateus

Balsas

Presidente Dutra

Porto Franco

São José de Ribamar

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.