Apreensão

Polícia apreende muita maconha e cocaína no interior do Maranhão

Foram apreendidos 42 Kg de cocaína, em Carolina e, 15 Kg de maconha na região de Dom Pedro.
O Estado do MA19/09/2013 às 08h46

SÃO LUÍS - Investigadores do Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e agentes da Polícia Federal no Maranhão prenderam na noite de terça-feira (17), entre as cidades de Filadélfia, no Tocantins, e Carolina, no Maranhão, o traficante de drogas Joel Felipe dos Santos, de 40 anos. Segundo a polícia, ele transportava 42 kg de cocaína escondidos na porta de uma caminhonete Nissan Frontier. A ação policial ocorreu em uma balsa que faz a travessia de veículos e passageiros de um estado para outro no Rio Tocantins.

- A droga estava dividida em 33 tabletes de cocaína pura e refinada e nove tabletes da pasta-base. Todo o carregamento estava escondido na parte interna de uma das portas da caminhonete, de placas NTY-7461. Joel Felipe dos Santos, que já tinha passagens na polícia por tráfico de drogas, trazia cocaína do estado do Mato Grosso - informou o secretário adjunto de Assuntos Estratégicos da SSP, Laércio Costa.

Natural do estado do Paraná, porém morador em Mato Grosso, Joel Felipe dos Santos, ainda de acordo com a polícia, tinha como objetivo distribuir o entorpecente em São Luís, mas antes passaria por Imperatriz. "Por conta disso, decidimos trazê-lo para Imperatriz, onde ele já foi autuado em outra oportunidade pelo crime de tráfico interestadual de drogas. O suspeito ficará detido na carceragem da unidade regional da PF, à disposição da Justiça", acrescentou o secretário.

Também conhecido como Mister Bean, no mundo do tráfico de drogas, Joel Felipe dos Santos já havia sido preso em flagrante outras vezes pela PF, transportando grande quantidade de drogas. Uma das prisões mais emblemáticas aconteceu durante a Operação Sapicuá, realizada nas cidades de Cárceres e Cuiabá, no Mato Grosso, e Goiânia, em Goiás. Na época, o mato-grossense foi preso com outras 10 pessoas que traziam cocaína da Bolívia.

- Joel Felipe dos Santos era um dos clientes desses carregamentos de cocaína, naquela oportunidade. O nome da operação da PF, inclusive, foi dado em alusão a um assentamento rural localizado a 60 km de Cáceres, na área de fronteira com a Bolívia, onde a droga era estocada. Ao ser preso, no estado de origem, Mister Bean foi identificado como um dos traficantes que há dois anos utilizava assentamentos como entreposto da droga - lembrou Costa.

O secretário adjunto de Assuntos Estratégicos da SSP fez questão de destacar ainda que o trabalho conjunto das polícias significou um desfalque de mais de R$ 2,5 milhões aos traficantes donos do carregamento. "A cocaína estava em estado puro, quando cada quilo pode custar até R$ 60 mil. Esse valor, no entanto, alcança cifras três vezes mais altas, depois que a droga é batizada, ou seja, misturada a outras substâncias para aumentar de volume", concluiu Laércio Costa.

Maconha é apreendida pela PM

Além da apreensão de cocaína na Região Tocantina, policiais militares do destacamento de Dom Pedro, subordinado à 11ª Companhia Independente, prenderam, na manhã de terça-feira (17), Luciano de Sousa Carvalho Maia, de 20 anos, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

A prisão ocorreu na casa de Luciano Maia, localizada no bairro Carceirão, naquele município. Segundo informações policiais, Luciano, em companhia do comparsa identificado apenas como Bico, teria tomado de assalto uma motocicleta Honda Fan 125 vermelha, com placa OIU-0197, na noite de domingo (15), na Vila Ribamar II.

Ainda de acordo com a polícia, o proprietário da moto compareceu ao quartel da PM e relatou que viu o assaltante. De posse da informação, os policiais se deslocaram até o bairro indicado e localizaram a motocicleta na casa de Luciano. Além do veículo, foram encontrados 15 kg de maconha, um revólver calibre 32 e um aparelho celular.

Luciano foi encaminhado para a 13ª Delegacia Regional, em Presidente Dutra, e autuado em flagrante delito pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, pelo delegado regional, Avilásio Fonseca Maranhão Neto. O autuado está detido na delegacia de Dom Pedro à disposição da Justiça. As polícias Civil e Militar continuam em diligências a fim de prender o segundo suspeito.

Última apreensão

A última grande apreensão de cocaína no Maranhão, feita pela Polícia Federal, aconteceu na noite do dia 12 de julho, em um posto de combustível localizado na BR-135, saída de São Luís. Na ocasião, foram apreendidos 82 kg da droga, escondidos no fundo de um caminhão com placas do estado de Rondônia, em tabletes embalados em sacos plásticos. Na mesma operação da PF, oito pessoas foram presas, duas delas em um hotel da cidade. Foram confiscados ainda três carros de passeio e a quantia de R$ 5 mil em espécie.

Em outra operação, realizada na Região Tocantina, as polícias Civil e Militar das cidades de Açailândia e Imperatriz prenderam 10 pessoas, entre traficantes e usuários. O ponto alto da ação policial se deu na cidade de Dom Pedro, onde Luciano Maia foi preso em flagrante com um revólver calibre 32, municiado, duas facas e cerca de 15 kg de maconha. O traficante, segundo a polícia, foi flagrado com a arma e a droga depois de roubar uma Honda Fan CG-125 de um morador, e ser denunciado pela vítima. Pela proximidade, Luciano Maia foi conduzido, assim com o material apreendido, à 13ª Delegacia Regional de Presidente Dutra.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.