Meio Ambiente

Sema inicia IV Conferência do Meio Ambiente nesta terça-feira (3)

Tendo como tema "Resíduos Sólidos", a IV Coema debaterá a situação do destino final do lixo no MA.
Imirante, com informações da Assessoria03/09/2013 às 06h03

SÃO LUÍS – Nesta terça-feira (3), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) dará início à IV Conferência Estadual do Meio Ambiente (IV Coema), que terá abertura a partir das 19h e servirá como etapa preparatória para a Conferência Nacional, que será realizada no mês de outubro, em Brasília. A Conferência, que terá como tema “Resíduos Sólidos”, abordará a questão da destinação final do lixo em todo o Maranhão.

Mesmo com o crescimento da reciclagem e da coleta seletiva, os dados obtidos sobre a situação são preocupantes: de acordo com pesquisa do Centro de Apoio de Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural do Ministério Público Estadual (Caouma/MP), dos 127 municípios analisados, 102 ainda utilizam lixões como destino final dos resíduos sólidos urbanos. O quadro piora se forem somados, a esses números, os aterros controlados: 97,7% do lixo produzido em todo o Maranhão não tem um destino final adequado.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, o objetivo é, em quatro anos, acabar com os lixões em todo o Brasil. Entretanto, apenas nove dos 217 municípios maranhenses apresentaram planos para gerenciar esses resíduos. “Foi um equívoco da legislação. Se tivesse estabelecido 2016 já seria um prazo curto, mas plausível, já que os planos serão executados por municípios que em 2014 ainda estarão na metade de uma gestão”, explicou Gil Cutrim, presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem). Com pouco prazo e muitas ações a serem feitas e planejadas, o IV Coema servirá como palco para debater e solucionar esse problema.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.