Cultura

'1ª Coletiva - Traços do MA' será aberta pela Secma na quinta

Divulgação / Secom30/06/2013 às 02h01

SÃO LUÍS - Para difundir ainda mais a obra dos artistas plásticos maranhenses, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma) em parceria com o São Luís Shopping, inaugura a “1ª Coletiva – Traços do Maranhão”, na quinta-feira (4). A mostra reunirá quadros e esculturas de cerca de 30 expositores reconhecidos e ficará aberta à visitação até o dia 3 de agosto, no hall de entrada lateral do shopping.

A secretária de Estado da Cultura, Olga Simão, destacou que o projeto Traços do Maranhão foi criado tendo em vista a necessidade de um espaço para os artistas maranhenses apresentarem, de forma conjunta, as suas criações. “Trata-se de levar a arte ao grande público, reunindo estilos diversos, assim como também fomentar a comercialização dos quadros e esculturas num local que, além de preparado para isso, tem um atrativo comercial”, afirmou a secretária.

Entre os artistas que participarão da mostra, estão Fransoufer, Cutrim, Binho, Airton Marinho, Luís Carlos, Elda Alencar, Bart e muito mais. Donos de traços precisos e apaixonados pelo que fazem, todos têm trabalho reconhecido no Maranhão e no Brasil.

Para o integrante da Comissão Organizadora do evento e um dos expositores, o artista plástico Rogério Martins, a expectativa é a melhor possível. Segundo ele realizar a mostra dentro de um espaço como o shopping favorece a difusão e comercialização das obras.

“Em outros locais, a exemplo dos institucionais, o fluxo de pessoas é muito menor, por isso não teríamos um alcance tão grande e diversificado. Há ainda outros pontos positivos, como o período de férias, a segurança, o intercâmbio entre os artistas e a possibilidade dos visitantes apreciarem diversos estilos”, destacou Martins.

Segundo Rogério Martins, a classe artística foi bastante receptiva à “1ª Coletiva - Traços do Maranhão” e reconheceu a iniciativa da Secma. “A exposição é mais uma motivação para os artistas plásticos mostraram a riqueza de suas produções. Todos estão contentes de poder expor”, observou Martins.

O artista ressaltou, ainda, que as obras serão repassadas aos interessados pelos próprios expositores, que afixarão nos rodapés das pinturas ou esculturas o valor de cada uma - e o telefone para contato.

As informações são da Secom do governo do Estado.

Para ler mais notícias do Imirante, clique em imirante.com. Também siga o Imirante no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.