Palmeirândia

Professora passa mal ao comer beiju envenenado em Palmeirândia

A polícia trabalha com a hipótese de tentativa de homicídio e já tem o suspeito do crime.
Imirante, com informações da Mirante AM 27/05/2010 às 10h14

SÃO LUÍS - A professora Deuselene Costa Chagas, diretora do anexo do Centro de Ensino Governador Newton Belo, situado no povoado Cruzeiro, no município de Palmeirândia, na Baixada Maranhense, foi vítima de envenenamento após comer um beiju durante um lanche feito na escola. Ela está internada, desde ontem, em um hospital de São Luís.

A polícia já investigou uma mulher identificada por Diquinha. Ela teria sido a pessoa que preparou o beiju para o lanche. A linha de investigação trabalha com a hipótese de que a tentativa de homicídio contra a professora tenha motivação política.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.