Política

Casos de abuso entram hoje na pauta da CPI da Pedofilia

Comissão visitará a cidade de Açailândia nos dias 12 e 13 de novembro.
29/10/2009 às 11h19

SÃO LUÍS - Dois casos de abuso sexual entrarão na pauta da CPI da Pedofilia nesta quinta-feira (29). A afirmação é da deputada estadual Eliziane Gama, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), criada para investigar denúncias de abusos sexuais contra crianças e adolescentes e garantir os direitos previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Segundo a deputada Eliziane Gama, vítimas e testemunhas serão ouvidas pelos membros da CPI de Pedofilia. Também foram convocados representantes do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares; Sindicato de Revendedores de Postos de Combustíveis e Sindicato dos Caminhoneiros.

A convocação é resultado da audiência pública da CPI da Pedofilia, realizada na última quinta-feira (22), em que foram apresentadas informações do Programa de Ações Integradas e Referências de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil no Território Brasileiro (PAIR) e da Polícia Rodoviária Federal.

Os dados apresentados mostram que somente nos últimos dois anos foram registrados 1.600 casos de abuso sexual no Maranhão, e das sete rodovias federais que cortam o Estado, quatro (135, 316, 222 e 010) reúnem, atualmente, pelo menos 16 pontos de exploração sexual de crianças e adolescentes.

Açailândia receberá CPI da Pedofilia em novembro

Durante a reunião interna da CPI da Pedofilia, nesta quarta-feira (28), os membros da comissão definiram a data de visita à cidade de Açailândia. A comissão estará na cidade nos dias 12 e 13 de novembro para investigar denúncia de existência de uma rede de prostituição infantil na cidade.

Em documento encaminhado no mês de setembro à deputada Eliziane Gama e à presidência da Assembleia Legislativa, o Fórum de Direitos da Criança e do Adolescente de Açailândia, através da paróquia da região, solicitou a efetividade dos trabalhos da CPI da Pedofilia, e pediram que os casos provenientes de Açailândia sejam os primeiros a entrar na pauta.

“Dezenas de entidades pediram que Açailândia seja a primeira cidade a receber a CPI da Pedofilia. E ainda conforme o relatório apresentado pela Polícia Rodoviária, lá existem estabelecimentos onde crianças e adolescentes são exploradas sexualmente. Faremos o nosso trabalho naquela cidade com determinação e compromisso”, frisou Eliziane Gama.

Com informações da Assecom.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.