Justiça

Acusado de matar jovem com 22 facadas é condenado a 18 anos de prisão

O réu acompanhou o julgamento por videoconferência porque está preso no Amazonas.
Tátyna Viana/Imirante.com24/11/2021 às 09h21
Acusado de matar jovem com 22 facadas é condenado a 18 anos de prisãoJulgamento ocorreu na cidade de João Lisboa. (Foto: Divulgação)

JOÃO LISBOA - O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri decidiu na segunda-feira (22), na cidade de João Lisboa, pela condenação de Rotterdan Cavalcanti Lima. O juiz Glender Malheiros fixou a pena em 18 anos de prisão, em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado.

O acusado acompanhou todo o julgamento por meio de videoconferência, porque está preso na cidade de Maués (AM) onde responde por outro crime. A polícia do Amazonas encontrou o nome dele no Banco Nacional de Mandados e imediatamente comunicou ao Ministério Público do Maranhão.

Rotterdan sentou no banco dos reús quase exatos 11 anos depois de ter cometido o homicídio que vitimou Tiago Silva Inácio, com 22 facadas. Na época do crime, dia 23 de novembro de 2010, a vítima tinha 20 anos de idade e a motivação teria sido o furto de um cordão, pulseira e celular do acusado do homicídio, pela vítima.

Para o Ministério Público, pelo que consta nos autos, não havia dúvidas da autoria do crime. A acusação sustentou a tese de homicídio duplamente qualificado, que foi acatada por quatro votos ou mais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.