Novo desfecho

Esposa confessa autoria da morte do marido, assassinado a golpes de picareta

A mãe da vítima chegou a ser presa suspeita do crime, registrado no dia 31 de julho em Imperatriz.
Imirante.com29/08/2020 às 09h52
Esposa confessa autoria da morte do marido, assassinado a golpes de picaretaAdão Conceição Carvalho foi morto a golpes de picareta. (Foto: Arquivo Pessoal)

IMPERATRIZ - Quase um mês depois do assassinato de Adão Conceição Carvalho, de 46 anos, vítima de golpes de picareta, em Imperatriz, as investigações chegaram a uma nova conclusão. A esposa da vítima, que não teve o nome revelado, confessou a autoria do crime.

Relembre:

Idosa suspeita de ter matado filho a golpes de picareta é solta em Imperatriz

Idosa é suspeita de ter matado o próprio filho, em Imperatriz

O crime aconteceu na noite de 31 de julho deste ano, no bairro Bacuri, em Imperatriz. Adão foi assassinado enquanto dormia. Inicialmente, a mãe da vítima, uma idosa de 84 anos que, segundo a família, sofre de Alzheimer, foi apontada como suspeita do homicídio, chegando a ser presa. Ela foi solta após decisão do Juizado Especial, em audiência de custódia.

Segundo informações do delegado responsável pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Praxísteles Martins, foram identificadas algumas contradições. “Alguns pontos foram merecendo destaque pela equipe da Delegacia de Homicídios (...) uma senhora de 84 anos, cuja força física ser, em tese, incompatível com a brutalidade do crime cometido. Foram 13 golpes de um instrumento de ação contundente, uma picareta”, explicou o delegado.

A suspeita, que até então era uma testemunha, chegou a afirmar em depoimento que ela teria pedido socorro mas, após relatos de outras testemunhas, descobriu-se que foi a idosa quem procurou socorro.

Durante a confissão, na quinta-feira (27), a mulher alegou que a motivação do crime foram agressões que ela vinha sofrendo. O delegado informou, no entanto, que não acredita nesta informação. “A companheira da vítima é sabidamente usuária de drogas e, recentemente estava sumindo dinheiro. Esse era um fato de constantes intrigas entre ela e o companheiro e, provavelmente, esse fato foi que deu ensejo a esse assassinato”, completou o delegado.

As novas informações estão sendo acrescentadas ao inquérito deste caso e serão apresentadas ao Poder Judiciário. O delegado deve pedir a prisão da esposa suspeita do crime.

Ouça mais informações do delegado Praxíteles Martins:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.