Em Imperatriz

Governo entrega 5 mil cestas de alimentos a indígenas do Maranhão

Distribuição foi feita na última sexta-feira (17).
Agência Brasil 19/07/2020 às 15h07
Governo entrega 5 mil cestas de alimentos a indígenas do MaranhãoGoverno entrega 5 mil cestas de alimentos a indígenas em Imperatriz, do Maranhão. (Foto: Reprodução / Twitter)

IMPERATRIZ - O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (19) que o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) entregou cerca de 5 mil cestas de alimentos aos indígenas do Maranhão. Em mensagem publicada no Twitter, o presidente também afirmou que os ministérios da Defesa e da Saúde também estão atuando com suporte de profissionais da saúde e de infraestrutura para atender às comunidades durante a pandemia de Covid-19.

A entrega foi feita pela ministra Damares Alves, na sexta-feira (17), em Imperatriz (MA). A medida vai beneficiar indígenas dos povos Krikati, Guajajara e Gavião, Akroá-Gamella, Awa Guajá, Canela, Kaapor, Kreniê, Ticuna do Maranhão, Timbira e Tremembé. A distribuição dos alimentos é realizada para diminuir a vulnerabilidade social, evitando o deslocamento para outros povoados em busca de comida.

Cestas entregues

Segundo o ministério, já foram entregues 14 mil cestas em etapas anteriores da distribuição. A ação faz parte do Plano de Contingência para Populações Vulneráveis, criado pelo governo federal para diminuir os impactos sociais da pandemia. Cerca de R$ 4,7 bilhões devem ser investidos no programa. Em todo o país, 275 mil unidades foram entregues.

Além do ministério, também participam da distribuição dos alimentos a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.