Protesto

Professores fazem paralisação por reajuste salarial em Imperatriz

Em vez de ir para a sala de aula, os professores foram para a Câmara Municipal.
Angra Nascimento/Imirante Imperatriz14/05/2019 às 15h09

IMPERATRIZ – Nesta terça-feira (14), professores da rede municipal de ensino deixaram as salas de aula para acompanhar a votação da proposta de reajuste salarial para os servidores da educação, na Câmara Municipal.

A prefeitura oferece pouco mais de 4% nos salários, enquanto a categoria não abre mão dos 7%. “Estamos aqui para pedir apoio aos vereadores. O prefeito vem com uma proposta indecente para a educação de Imperatriz que mais uma vez não está valorizando o trabalhador”, ressaltou um representante da categoria.

Apesar da suspensão das aulas e de toda essa mobilização da categoria, os vereadores alegam que a proposta de reajuste ofertada pela prefeitura não consta na pauta do dia, porque não passou pela comissão de educação.

O impasse causou atraso no início da sessão e obrigou uma discussão rápida entre os vereadores sobre decidir ou não pela votação. Mas o presidente da Câmara, José Carlos Soares, se baseou numa situação parecida em 2017 em que o Regimento Interno autoriza a Câmara a incluir a matéria na ordem do dia, respeitando os prazos decorridos.

A Sessão começou com 18 vereadores presentes e após a pressão da categoria e o consenso entre eles, a proposta de reajuste foi incluída de última hora na pauta. No final, a proposta foi aprovada a proposta dada pela prefeitura aos professores. Foram 12 votos a favor e oito contrários.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.