Desempenho

Aluna do IFMA em ITZ se classifica para a Escola de Outono de Linguística

Sarah Hávilla Melo Oliveira obteve a melhor nota entre os participantes do Maranhão e será a primeira estudante do Estado a participar da terceira etapa da olimpíada, em São Carlos (SP).
Imirante.com Imperatriz25/02/2019 às 12h43
Aluna do IFMA em ITZ se classifica para a Escola de Outono de LinguísticaA Olimpíada Brasileira de Linguística ocorre anualmente no Brasil desde 2011. (Foto: divulgação)

IMPERATRIZ - A aluna Sarah Hávilla Melo Oliveira, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Imperatriz, foi classificada para a terceira fase da Olimpíada Brasileira de Linguística. Ela vai participar da Escola de Outono de Linguística (ELO), a ser realizada em São Carlos (SP), em abril deste ano.

Estudante do terceiro ano do ensino médio do Curso Técnico em Edificações, Sarah Hávilla disse estar ansiosa pela competição. “Esses dias dei uma olhada nas atividades de anos anteriores, o que não ajudou a diminuir a euforia, muito pelo contrário!”, comentou.

A aluna também contou como se preparou para as primeiras fases da olimpíada. “Treinei exercícios anteriores, além de já ter estudado outras línguas como o inglês e espanhol. Pode-se dizer que me preparei a vida toda, mas resolver questões de provas anteriores foi realmente o que me deu ideia da competição. Não é difícil viciar nestes problemas, são muito estimulantes”, disse. Ela explicou ainda que estudou a partir de um livro escrito por um antigo aluno olímpico. “Isso me ajudou a agilizar o pensamento”, afirmou.

Fases

A Olimpíada Brasileira de Linguística ocorre anualmente no Brasil desde 2011 e se constitui de quatro fases: primeira fase – online, em que são dados 24 problemas curtos, com questões de múltipla escolha. Essa fase pode ser feita pelo navegador ou pelo aplicativo. Para passar à fase seguinte, é necessário que o participante acerte pelo menos um terço da prova. Já a segunda fase, em papel, é realizada em polos de aplicação. No ano passado, São Luís foi a única cidade do Maranhão que funcionou como polo dessa etapa da olimpíada.

Nessa fase, foi aplicada uma prova com seis questões discursivas, no formato clássico dos problemas de linguística. Sarah Hávilla Melo Oliveira obteve a melhor nota entre os participantes do Maranhão e será a primeira estudante do Estado a participar da terceira etapa da olimpíada.

A terceira fase, a chamada Escola de Linguística de Outono (ELO), caracteriza-se como um novo ciclo da olimpíada. Ela acontece por meio de um evento, com duração de uma semana, que reúne jovens de todo o Brasil que se classificaram na segunda fase. Durante essa etapa são realizadas palestras, prova escrita, “rolezinho linguístico” e debates, além da seleção para a olimpíada internacional. Segundo os organizadores, trata-se de uma semana de socialização, aprimoramento e classificação para a quarta fase – que é a Olimpíada Internacional de Linguística.

Na edição anterior da Olimpíada Brasileira de Linguística, em 2017, foram 1.500 inscritos no país. Desses, 400 passaram para a segunda fase e somente 40 se classificaram para a terceira fase, a ELO.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.