Greve dos caminhoneiros

Falta querosene no aeroporto de Imperatriz, mas voos seguem normais

A recomendação é de que os passageiros procurem as companhias para consultar a situação de seus voos.
Angra Nascimento / Imirante Imperatriz29/05/2018 às 09h38

IMPERATRIZ – A greve dos caminhoneiros, que protestam por conta da alta do diesel, entra em seu nono dia e os reflexos por todo o Maranhão são inevitáveis. No aeroporto de Imperatriz não há querosene para abastecimento das aeronaves, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Leia também:

Vídeo: Exército, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal desobstruem BR-135 em Bacabeira

Veja os impactos após oito dias de paralisação dos caminhoneiros

Falta combustível em nove aeroportos do país, diz Infraero

A Infraero informou que monitora o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais. A recomendação é de que os passageiros procurem as companhias para consultar a situação de seus voos. Ao todo, segundo os dados, falta combustível em pelo menos oito dos 54 aeroportos do país.

Apesar da falta de querosene, os voos no aeroporto Cortez Moreira, em Imperatriz, seguem sua normalidade com plenas condições de receber pousos e decolagens. É que o abastecimento das aeronaves está sendo feito em Brasília.

A paralização dos caminhoneiros entrou no novo dia. No Maranhão. 14 trechos permanecem com bloqueio parcial das rodovias, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.