Abuso sexual

Idoso suspeito de estupro sofre de problemas mentais

Raimundo Vicente da Silva foi autuado e deve responder pelo crime.
Imirante.com26/01/2018 às 08h21
Idoso suspeito de estupro sofre de problemas mentaisRaimundo Vicente da Silva ( Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ - Raimundo Vicente da Silva, de 60 anos, que foi preso na última terça-feira (23), no bairro Ouro Verde, acusado de pedofilia, sofre de problemas mentais. De acordo com informações repassadas pelo delegado regional, Eduardo Galvão, o homem fez tratamento Leprosário.

Mesmo assim, ele foi autuado e vai responder por tentativa de estupro. O idoso é suspeito de tentar abusar sexualmente de duas crianças de sete anos. As vítimas foram atraídas pelo homem com uma oferta de balinhas. “Ele levou essas crianças para um espaço, passou a brincar com essas crianças, chegou a beijar uma delas, mas não perpetrou nenhum ato maior”, explicou delegado.

A polícia acredita que o homem planejava para o dia seguinte, dia em que ele foi preso, consumar o ato. “O idoso disse as crianças, que no dia seguinte, no mesmo horário, levaria manga e pediu que elas não comentassem o assunto com os pais. As crianças informaram os pais do que estava ocorrendo, e os pais esperaram a vinda dele. Tanto que quando ele chegou, trouxe várias mangas e uma faca. A hipótese mais provável é que o idoso se preparou para cometer o abuso naquele dia”, ressaltou Galvão.

Para o delegado, “a oferta das balas, o pedido para que as crianças não comentassem, caracterizam a conduta desviante do indivíduo. A gente não tem dúvida de ele praticaria o ato naquela ocasião. Mas os pais se anteciparam, fizeram a detenção dele e o entregaram para a polícia, que instaurou um inquérito para apurar o caso”. Eduardo Galvão informou, ainda, que o homem deve responder por tentativa de estupro de vulnerável e não por estupro consumado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.