Violência sexual

Justiça mantém prisão de médico acusado de estupro

Claumir Simões é acusado de tentar estuprar uma paciente de 40 anos durante uma consulta.
Imirante.com24/10/2017 às 08h38
Justiça mantém prisão de médico acusado de estuproO médico foi preso no momento em que o médico prestava o segundo depoimento. (Reprodução /TV Mirante)

IMPERATRIZ - Em Audiência de Custódia realizada na tarde dessa segunda-feira (23), a Justiça manteve a prisão preventiva do médico cardiologista Claumir Simões, suspeito de uma tentativa de estupro, contra uma paciente de 40 anos.

A juíza Ana Lucrécia Bezerra não acatou o pedido de revogação da prisão feito por seus advogados. Diante disse, o médico vai continuar preso na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, antiga CCPJ.

Claumir Simões Ele é acusado de tentar estuprar uma paciente dentro de um consultório médico, no posto de Saúde Três Poderes. O crime teria acontecido no mês de junho.

Ele foi preso na última sexta-feira (20), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, solicitado pelo Ministério Público. A prisão foi feita no momento em que o médico prestava o segundo depoimento. O caso vinha sendo investigado desde a época do crime.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.