Estupro de vunerável

Justiça mantém prisão de radialista acusado de pedofilia

Após audiência de custódia, Renald Café continuará preso na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz.
Imirante.com01/10/2017 às 16h33
Justiça mantém prisão de radialista acusado de pedofiliaO radialista foi encontrado foi autuado por estupro de vulnerável contra duas crianças, uma de 10 e outra de 11 anos, na tarde da última sexta (29). (Divulgação /Arquivo Pessoal )

IMPERATRIZ - Foi realizada neste domingo (1) a audiência de custódia de Renald Café, acusado de aliciar duas crianças dentro da cabine de uma rádio, localizada num shopping de Imperatriz. A juíza Ana Beatriz Jorge de Carvalho Maia, da 2ª Vara Cível, decidiu não revogar a prisão preventiva do radialista, autuado em flagrante no artigo 217-A do Código Penal por ato libidinoso contra crianças menores de 14 anos de idade, na última sexta-feira (29).

Um dos pontos principais para a permanência de Renald Café na prisão foram os depoimentos das duas crianças, uma de 10, outra de 11 anos. De acordo com as vítimas, o acusado teria pedido para que entrasse uma delas de cada vez. Na sequência, ele sentou uma das meninas em seu colo, mantendo contato sexual friccionando sua genitália no corpo da criança, sem tirar a roupa.

Conforme informações disponibilizadas pela conselheira tutelar que atendeu a ocorrência e informações da polícia, Renald teria atraído as crianças com cartões para que elas brincassem num parque que existe no interior do shopping. Como os cartões não haviam crédito, as crianças retornaram até a cabine da rádio, local onde teria acontecido o abuso.

O crime, segundo o delegado regional, Eduardo Galvão, é inafiançável e cabe de oito a 15 anos de reclusão. O acusado foi levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (IPRI), na manhã do último sábado (30), onde permanece até o momento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.