Em Imperatriz

Operação apreende mais de 52 mil munições irregulares em Imperatriz

Os projéteis apreendidos não tinham notas ficais, segundo a polícia.
Imirante Imperatriz31/05/2017 às 08h02

IMPERATRIZ - Militares do 50º Bis, Polícia Civil, Polícia Federal e Receita Estadual, apreenderam mais de 52 mil munições que estariam sendo vendidas de forma irregular num estabelecimento no Mercadinho, em Imperatriz. A apreensão foi efetivada numa operação denominada Alta Pressão IV, que está sendo realizada em todo o país.

Os projéteis apreendidos não tinham notas ficais, segundo a polícia. As munições são de vários calibres, a maioria 32, todas foram levadas para o quartel do 50º BIS. De acordo com o delegado Eduardo Galvão, pelo Certificado de Registro deles, era permitida a venda de 20 mil munições, e havia em depósito, 52 mil projéteis, ou seja, 32 mil munições a mais do que o permitido.

“Nada que tinha dentro da loja tinha nota fiscal. As munições não tinham controle de venda, nem de entrada, nem de saída. Eles estavam comercializando sem autorização”, reforçou o delegado regional”, lembrando que o Alvará da prefeitura está vencido há três anos e o dos bombeiros há um ano.

Uma mulher proprietária da loja, identificada como Maria Gomes de Morais, foi presa e conduzida para a 10ª Delegacia Regional de Segurança. Em depoimento à polícia, ela disse que é apenas funcionária da loja. Porém, se contradisse sobre o tempo que trabalha na empresa. Para a polícia, ela está de má fé e será investigada.

A Operação Alta Pressão IV é em âmbito nacional, e prosseguirá até o dia 2 de junho, abrangendo 12 Regiões Militares do Exército, com o objetivo de fiscalizar as empresas que fabricam e comercializam produtos controlados no país.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.