Ato público em Imperatriz

Mototaxistas fazem ato pela manutenção do serviço, em Imperatriz

O ato público teve início na Praça do Jardim Três Poderes e encerrou em frente ao INSS.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz15/03/2017 às 14h10

IMPERATRIZ – Os mototaxistas de Imperatriz aderiram, nesta quarta-feira (15), a uma manifestação nacional encabeçada pela Federação Nacional de Mototaxistas e Motofretistas (Fenmoto) para pedir a manutenção da lei que cria o serviço de transporte. A concentração foi na praça do Jardim Três Poderes e encerrou em frente a agência do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), como ocorreu com a manifestação contra a reforma da Previdência.

“Nós estamos em protesto contra uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adim) que foi ajuizada no STF, pela Procuradoria Geral da República pedindo a extinção do serviço de mototaxi no Brasil”, explicou um dos coordenadores do ato, Francisco Alencar de Sousa.

Alencar lembrou que a ação da Procuradoria da República é do ano de 2011, mas nos últimos anos a situação dos mototaxistas está ficando crítica porque a categoria aguarda que o presidente Michel Temer baixe uma Medida Provisória (MP) com edição da lei que cria o serviço a fim de atender as mudanças em artigos que a PGR apontou para não acabar com o serviço.

“A Procuradoria alega, com base no artigo seis e no artigo 196 da Constituição Federal que diz que o serviço de mototaxi trouxe um prejuízo muito grande para o setor público de saúde, em virtude dos acidentes com morte, e que o nosso serviço é de alta periculosidade e que precisa de leis mais rígidas para conter os acidentes”, destacou Alencar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.