Após ser deixado no mato por assaltantes

Taxista escapa de cativeiro e presta depoimento à polícia sobre assalto

O taxista, que pediu para não ser identificado, foi à polícia hoje (9).
Imirante Imperatriz com informações da TV Mirante09/03/2017 às 14h07
Taxista escapa de cativeiro e presta depoimento à polícia sobre assaltoO delegado regional Eduardo Galvão disse que a polícia está a procura do carro da vítima. (Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ – Vítima de um assalto e deixado no mato, nas margens da BR-010, um motorista de táxi de Imperatriz procurou a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na manhã desta quinta-feira (9), para prestar depoimento sobre o caso. O homem, que pediu para não ser identificado, trabalhava num ponto de taxi do bairro da Vilinha e foi acionado pelos assaltantes que se passavam por passageiros.

O delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão explicou, que o taxista, ainda, teria ficado receoso, mas acabou por aceitar fazer a corrida que culminou com o assalto no qual os bandidos levaram seu carro.

“Ele trabalha no posto da Vilinha e foi acionado, inicialmente, para ir para a frente do Imperial Shopping, e chegando lá recebeu uma segunda ligação, pedindo que fosse até o pé de macaúba. Chegando ao local ele observou que a foto não correspondia a quem o havia acionado, mas resolveu fazer a corrida”, disse o delegado.

Eduardo Galvão acrescentou que o taxista foi levado até o fim da avenida Jacob, onde recebeu voz de assalto e de lá levado para uma mata de eucalipto.

“Durante toda a noite o taxista passou nos eucaliptos. Pediu ajuda na localidade próxima, houve uma resistência imensa de moradores das proximidades do Povoado Km 1700, pois imaginavam se tratar de um assalto envolvido em troca de tiros ontem com a Polícia Militar, mas hoje pela manhã ele (taxista) foi socorrido e levado até sua residência”, complementou o regional.

Horas mais tarde o taxista foi até a Delegacia de Roubos e Furtos onde prestou depoimento, que até às 12h, ainda, não havia sido concluído.

O veículo do taxista, ainda, não foi encontrado. Policiais civis e militares foram informados do caso e procuram os assaltantes e o carro do taxista.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.