Quatro Bocas em Imperatriz

Comércio de panelada das Quatro Bocas deve receber melhorias

A venda do prato já é tradicional na cultura de Imperatriz.
Imirante Imperatriz, com informações da assessoria07/02/2017 às 10h10

IMPERATRIZ - Representantes da Associação das Paneleiras das Quatro Bocas foram recebidos em audiência na prefeitura de Imperatriz. Luciane Gomes, Lucileia Gomes e o sr. Juraney conversaram falaram sobre suas condições de trabalho e manutenção das atividades no mesmo local, na avenida Bernardo Sayão, entre as ruas Ceará e Rio Grande do Norte.

"Mais que uma atividade de trabalho e de culinária, paneladas das Quatro Bocas faz parte da cultura de Imperatriz. Não é interesse da nossa administração tirá-las daquele local. Todas as secretarias municipais envolvidas na questão estarão trabalhando nesse sentido. Vamos, também, dar uma melhorada no ambiente, limpando e padronizando as barracas para que haja padrão de higiene e organização, dentro das exigências da Vigilância Sanitária", garantiu o prefeito.

Conheça o prato

Há décadas um prato específico fala mais alto em nome da cultura gastronômica do imperatrizense: a panelada, que começou pelas mãos do Acrísio da Panelada, na década de 1960, que percorria as ruas da cidade com um caixote-fogão adaptado num carrinho de mão.

Com a morte de Acrício, nos anos 1980, o prato foi ganhando endereços fixos e hoje é mais forte é mais consumido na chamada "Quatro Bocas", cruzamento da avenida Bernardo Sayão com a Rua Ceará, na Nova Imperatriz.

Valorizada, adorada e consumida por pessoas de todas as classes e bairros, inclusive por turistas que passam por aqui, a panelada, feita basicamente das vísceras do boi, é comida para todas as horas: tem quem a consome no lugar do café da manhã, ou no almoço, ou na janta, ou até no meio da noite ou da madrugada, na saída dos bares ou das festas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.