Morte de família na BR-010

Corpos das seis vítimas de acidente na BR-010 continuam no IML em Imperatriz

Acidente foi nessa segunda-feira (16) na BR-010 entre Campestre e Porto Franco.
Imirante Imperatriz17/01/2017 às 19h06

IMPERATRIZ – O Instituto Médico Legal (IML), de Imperatriz está aguardando os parentes para fazer a liberação dos restos mortais das seis pessoas que morreram num grave acidente, na tarde dessa segunda-feira (16), na BR-010, entre Campestre do Maranhão e Porto Franco. O acidente foi o maior em número de mortes no Estado, neste início de ano.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que o acidente teria sido após o carro em que estava a família ter perdido o controle e invadiu a pista contrária ao tentar desviar de um buraco na rodovia. O carro se chocou contra uma carreta e bateu, ainda, em dois carros e pegou fogo.

Todos os ocupantes foram identificados horas depois. O motorista do carro era o professor da Universidade Estadual do Amapá (Eap), Fábio Xavier da Silva Araújo, de 35 anos. Estavam no carro, ainda, a esposa dele, Rafaella Sousa Xavier, de 31, os filhos do casal, Victor Sousa Xavier, de 12, e Vanessa Sousa Xavier, de 4 anos, e o sogro e a sogra de Fábio, Baltazar Eurípedes de Sousa, de 71,e Maria do Socorro Nascimento Feitosa, de 51.

Os corpos foram removidos do local para o IML de Imperatriz onde passaram por exames de praxe. O IML aguarda o contato de parentes das vítimas.

Repercussão

O acidente teve grande repercussão no Amapá, onde as vítimas moravam. A universidade onde o professor Fábio ministrava aulas emitiu nota em que comunica que decretou luto oficial de dois dias.

Maria do Socorro era professora da rede de ensino no Amapá.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.