Polêmica sobre Viva Cidadão

Advogado de moradora diz que "Governo reconheceu mérito de sua ação"

A Justiça negou a concessão de uma liminar, mas o Governo do Estado cedeu.
Imirante Imperatriz29/06/2016 às 18h09

IMPERATRIZ – O advogado da moradora do bairro Santa Rita,Luzenilde da Costa Batista, autora da Ação Popular ajuizada contra o Governo do Estado para manter o funcionamento do Viva Cidadão da rua Godofredo Viana, Centro, comemorou a decisão do governo em anunciar funcionamento do Viva em dois locais. A liminar, pedida no bojo da Ação Popular, foi negada pela Justiça.

Na opinião do advogado, “o Governo do Estado reconheceu o mérito do nosso pedido, fato que, por si só, reclama a procedência do mérito da ação popular, que defende a mantença do Viva Cidadão na região central de Imperatriz".

Depois de muita polêmica, o presidente do Viva Cidadão, Duarte Júnior anunciou nessa terça-feira (28) que o Viva Cidadão do Shopping Imperial será aberto dia 11 de julho, mas a unidade do órgão na rua Godofredo Viana será mantida.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.