Projeto dos vereadores

Entidades condenam projeto de lei que cria transporte alternativo em Imperatriz

Entidades alegam que se projeto for aprovado haverá perda de direitos.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz14/03/2016 às 17h08
Entidades condenam projeto de lei que cria transporte alternativo em ImperatrizEvandro Fernandes participou de solenidade de apresentação da empresa Ratrans onde cobrou atendimento digno para pessoas com deficiência. (Foto: João Rodrigues/ Imirante Imperatriz)

IMPERATRIZ – O Movimento da Pessoa com Deficiência (MPD) e o Movimento Pelo Transporte Público (MPTP), reprovaram a iniciativa da Câmara de Vereadores que pode aprovar um projeto de lei para criar o transporte alternativo de passageiros em Imperatriz. Em tramitação nas comissões técnicas desde a semana passada, a matéria deve se colocada em votação na próxima semana.

Como um dos líderes do Movimento da Pessoa com Deficiência, Evandro Fernandes disse que a proposta não pode ser aprovada porque fere os direitos das pessoas com deficiência ou que que tem direito a meia passagem.

“Como Movimento da Pessoa com Deficiência estamos nos articulando. Vamos amanhã na Promotoria de Justiça para pedir que o Ministério Público intervenha”, anunciou Evandro Fernandes, acrescentando que o próprio Conselho das Pessoas com Deficiência e idosos serão chamados para atos de protesto na Câmara.

O jovem José Carlos Almeida, do Movimento Pelo Transporte Público disse que a entidade discorda da criação da lei do transporte alternativo pelo mesmo motivo. Ele acrescentou que a entidade, ainda, está avaliando sobre que medida tomar, mas de antemão se posiciona contra o projeto de lei.

“Somos contra porque consideramos essa lei ilegal porque o transporte alternativo não oferece a meia passagem estudantil e os idosos e deficientes serão prejudicados”, justificou José Carlos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.