Dia de Finados

Missa de Finados é alterada para favorecer as orações

A missa especial do Dia de Finados não terá, por exemplo, os louvores.
Imirante Imperatriz02/11/2015 às 09h09

IMPERATRIZ – A Diocese de Imperatriz mantém a tradição de mil anos da Igreja Católica em celebrar missas no Dia de Finados. Com isso, a tradicional folga de segunda-feira dará lugar a muito trabalho aos padres que vão celebrar missas nos nove cemitérios da cidade entre 7h e 17h.

O padre Valdeci Martins explica que a missa de hoje (2) possui discretas mudanças em relação a celebrada regularmente no domingo, nas igrejas. Entre elas, a ausência dos cânticos de glória e louvor e a saudação da paz.

“A missa de domingo é uma celebração mais festiva, de louvor, e a dos fiéis defuntos é uma missa mais introspectiva em razão da demonstração desse sentimento, do silêncio para favorecer, também, o sentido da oração”, explica.

A morte é vista pela Igreja Católica como uma passagem para a vida eterna ou como disse o padre Valdeci, é um momento de alegria com aquelas pessoas que já nos antecederam no céu. No entanto, o sacerdote ressalta que é compreensível o sentimento de dor e recolhimento de quem perdeu entes queridos.

A coordenação orienta que as pessoas que desejarem colocar o nome de entes queridos na lista de intenção de missa terão de fazê-lo pelo menos dez minutos antes da celebração. Será cobrado uma taxa, mas a pessoa é quem define quanto pode pagar. Esta taxa vai ajudar nas despesas com as celebrações e os padres.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.