Evento

Universitários representam Imperatriz no Congresso da UNE, em Goiânia

Entre os cerca de 10 mil universitários estão alunos da UFMA, Uema e IFMA de Imperatiz.
Alan Milhomem / Imirante Imperatriz*05/06/2015 às 18h08

IMPERATRIZ – Milhares de estudantes de todo o país se reúnem em Goiânia (GO), desde quarta-feira (3), no 54º Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), o maior encontro da juventude organizada no país, que, este ano, tem como tema: Em defesa dos estudantes, da democracia e do Brasil.

Entre os cerca de 10 mil estudantes universitários que participam do evento estão os representantes de Imperatriz. Acadêmicos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e Instituto Federal do Maranhão (IFMA) participam do encontro.

O Congresso da UNE segue até domingo (7), quando irão eleger a nova presidência da instituição. Durante o encontro, diversos temas estão sendo debatidos, dentre eles a redução da maioridade penal, os cortes nos recursos destinados a educação, a greve nas universidades, entre outros.

“Vamos traçar o futuro dos próximos dois anos, como o movimento estudantil, como a UNE vai encarar os problemas da educação. Essa eleição vai acontecer no domingo depois de todas as discussões realizadas durante esses cinco quatro dias de evento”, destacou o estudante de Jornalismo da UFMA de Imperatriz, José Carlos.

Nesta quinta-feira (5), a regulação das universidades privadas, um dos desafios da educação brasileira, foi um dos temas que mobilizou os debates no Congresso da UNE. Os debates contaram com representantes do Ministério da Educação, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entre outros convidados. A crescente injeção de capital estrangeiro foi apontada como um dos principais entraves para a qualidade do ensino nas instituições particulares.

"O evento é um congresso muito importante para os estudantes, pois este reúne estudantes de todo o país. Aqui nós temos oportunidades de debatermos sobre diversos temas recorrentes em nosso país, que contribuem para a nossa formação pessoal e profissional. E juntos tentamos traçar metas para que a educação brasileira possa ser mais democrática e que atenda as necessidades de todos", afirmou o acadêmico de Ciências Humanas da UFMA, Carlos Lucena.

Realizado na Universidade Federal de Goiás (UFG) e na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), o congresso conta com mais de 50 atividades, entre debates, grupos de discussão, atos políticos e uma passeata. Mais de 60 convidados participam do encontro, entre congressistas, artistas, ativistas sociais, escritores, intelectuais e representantes da academia.

*Com informações da Assessoria.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.