Prevenção

Seminário discute prevenção e tratamento da sífilis

A formação tem como objetivo alertar para o diagnóstico da doença.
Diana Cardoso / Imirante Imperatriz23/10/2014 às 15h03

IMPERATRIZ – Profissionais do Programa DSTs/Aids do município irão participar de um seminário na manhã desta sexta-feira (24), a partir das 8h, no auditório do Complexo de saúde Parque Anhanguera, sobre Sífilis Adquiridas e Congênitas.

A formação tem como objetivo alertar para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento da Sífilis e evitar a doenças que é, também, sexualmente transmissível.

De acordo com a coordenadora do Programa DST/Aids em Imperatriz, Anna Flávia de Alencar, foram registrados 64 casos da doença adquirida na Região Tocantina, sendo 32 deles em Imperatriz. Já em relação a sífilis congênita, foram 53 casos na região, e 17 na cidade.

“É importante ressaltar que se tem estes registros é porque as pessoas estão buscando fazer o exame para detectar a doença. Durante a formação vamos capacitar os profissionais da saúde sobre a prevenção, diagnóstico e o tratamento da sífilis”, afirma a coordenadora.

Complexo de Saúde

Atualmente, o programa acompanha em ambulatório pacientes com Aids, e outras doenças sexualmente transmissíveis do município de Imperatriz, na região do sul do Maranhão, Pará, e Bico do Papagaio (Tocantins).

O Complexo de Saúde de DSTs/Aids funciona na rua Projetada C S/N, no Parque Anhanguera (Praça da Viola). Outras informações. (99) 2760-2736.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.