Educação

Estudantes da Uema fazem protesto pela exoneração de professores

O ato realizado foi enfrente a universidade nesta terça-feira (3).
Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz03/12/2013 às 12h41

IMPERATRIZ – Estudantes da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) realizaram por volta das 12h desta terça-feira (3), um protesto enfrente à universidade. A principal reinvindicação é a permanência de professores contratados que foram exonerados do cargo, na última quarta-feira (26).

De acordo com o representante do Diretório Central dos Acadêmicos (DCE), Isaque Ferreira de Sousa, os professores, também, aderiram à paralisação dos acadêmicos. “Nós somos os mais prejudicados com o corte de professores, poucas disciplinas, o final do ano letivo fica comprometido, e também, do ano que vem. Hoje foi apenas o primeiro ato, os professores estão dando total apoio e vamos nos reunir para decidir os rumos da manifestação”, afirma.

Professor da universidade há mais de vinte anos, atualmente no Departamento de História e Geografia, Siney Ferraz, ressalta que a luta não é apenas dos acadêmicos e, sim dos professores e da sociedade em geral. “Estamos juntos com os estudantes, é uma luta de todos nós, para exercemos um trabalho de qualidade a altura das necessidades da região. Sofremos inclusive com espaço físico, que não é adequado, ainda, da época do segundo grau. Precisamos de uma universidade independente, e de qualidade” ressalta.

Nesta quarta-feira (4), uma assembléia será realizada às 19h no auditório da Uema para tratar dos rumos da manifestação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.