Feira do Empreendedor

Feira do Empreendedor movimentou mais de R$ 1,5 milhão

O evento movimentou a economia de ITZ em mais de 20 segmentos.
Imirante Imperatriz com informações da assessoria10/11/2013 às 13h21

IMPERATIRZ – A Feira do Empreendedor, realizada em Imperatriz da última quarta-feira (6) até ontem (9), injetou cerca de R$ 1,5 milhão na economia local, segundo o diretor técnico do Sebrae, José Morais. A informação é com base na compilação parcial dos números do evento.

“Esse valor corresponde apenas ao que está sendo injetado na economia de Imperatriz, com a contratação de quase 200 trabalhadores temporários locais e a movimentação nos hotéis, bares, restaurantes, comércio varejista e transporte. Ainda falta compilarmos o montante de negócios gerados pelas empresas expositoras, cuja estimativa é de R$ 2,5 milhões”, afirmou.

Com a realização do evento foram contratados serviços de buffet, jardinagem, malharia, gráfica, eletricista, bombeiro hidráulico, montador, pintor, alimentação (100 quentinhas/dia), mídia para divulgação, dentre outros. “Buscamos valorizar os serviços e a mão de obra local no que nos foi possível, até porque somos uma instituição que fomenta e apoia o empreendedorismo”, destacou José Morais.

Negócios locais

De acordo com as estimativas do Sebrae, mais de 20 segmentos da economia de Imperatriz foram beneficiados com a realização da Feira do Empreendedor. Somente com hospedagem e alimentação, por exemplo, o evento injetou cerca de R$ 800 mil. “Aqui, estão hospedadas mais de 30 pessoas envolvidas neste evento do Sebrae”, contou a funcionária de um hotel da cidade, Ana Torres.

A empresária de Imperatriz Solange Zavarize, proprietária de uma loja de brindes, malharia e comunicação visual, que forneceu para o evento camisas, faixas e a identificação visual da feira, afirmou que só esse fornecimento representou um aumento de 15% no faturamento mensal da empresa.

Na semana da Feira do Empreendedor, o Sebrae reuniu diretamente cerca de 600 pessoas, dentre técnicos, consultores e caravaneiros da capital, de demais cidades do interior do Maranhão, Tocantins e Pará. “É um número considerável de pessoas que estão consumindo bens e serviços na localidade, fazendo girar a roda da economia”, ressaltou o coordenador do evento, Antônio Paixão Garcês.

Mão de obra local

Para o evento foram contratados temporariamente cerca de 200 pessoas para trabalhar nas áreas de segurança, serviços gerais (limpeza), credenciamento e recepção. O Sebrae contratou também a ONG Kaverna de Abulão, que trabalha com a reabilitação e ressocialização de ex-usuários de drogas. No total, 25 beneficiários da ONG trabalharam no evento.

“Para mim, voltar ao mercado de trabalho está sendo uma realização. Comecei a usar drogas aos 13 anos. Em 2006, experimentei o crack e comecei a perder minha vida, a família, os poucos bens que tinha. No ano passado busquei ajuda e, graças a Deus, estou recomeçando. Estar trabalhando num evento como esse só me incentiva a ir além”, relatou Miguel Oliveira Sousa, 41 anos, contratado para a equipe de limpeza.

A Feira do Empreendedor contou com mais de 100 eventos de capacitação, entre oficinas, orientação, serviços, palestras e painel de oportunidades.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.