Imperatriz

PF prende três por extração ilegal de areia no rio Tocantins

Duas empresas de extração tiveram dragas lacradas durante a operação.
Diana Cardoso e João Rodrigues/ Imirante Imperatriz25/07/2013 às 14h52

IMPERATRIZ- A Policia Federal prendeu em flagrante, na manhã desta quinta-feira(25), três pessoas durante a “Operação Escamandro” realizada em empresas que usam dragas para extrair areia do leito do rio Tocantins em Imperatriz. As três pessoas presas foram identificadas apenas como sendo administradores e sócios de empresas de extração de areia.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Fábio Teixeira, as três pessoas são acusadas de cometer os crimes de extração ilegal de areia no rio Tocantins, crime ambiental e desobediência a medida administrativa de órgãos fiscalizadores, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPN).

Fábio Teixeira disse, ainda, que após a lavratura do flagrante, o caso foi encaminhado à Justiça Federal que definirá o futuro dos presos, que podem até, serem soltos mediante a arbitramento de fiança, dependendo do entendimento do juiz.

Também foram lacradas três balsas que eram usadas para a extração de areia no rio. Uma cópia do inquérito será encaminhada para o IBAMA e DNPM para que eles possam adotar as medidas administrativas cabíveis.

“As empresas não tinham licença ambiental, a extração estava sendo feito na divisa de dois Estados e o Ibama seria o órgão competente para emitir a licença, as duas empresas que foram autuadas hoje, já forma anteriormente embargadas suas atividades”, disse o delegado.

Para ler mais notícias do Imirante, clique em imirante.com. Também siga o Imirante no Twitter e curta nossa página no Facebook

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.