Sem comunicação

Humberto de Campos: Ilha do Carrapatal está há três meses sem telecomunicação

Operadora interrompeu os serviços por causa dos furtos de equipamento.
Liliane Cutrim/Imirante.com15/04/2016 às 20h00

HUMBERTO DE CAMPOS – Você já imaginou ficar três meses sem poder fazer ou receber ligações telefônicas? É complicado, sem dúvida, e é assim que se encontra a população da Ilha do Carrapatal, na cidade de Humberto de Campos, no Maranhão. Moradores da região afirmam que há cerca de três meses a operadora Oi cortou o sinal na cidade.

“Infelizmente se a pessoa precisar fazer algum tipo de ligação ela tem que se deslocar para um lugar muito longe e arriscado, subir em uma grande árvore e tentar, por alguma sorte, conseguir um sinal em seu aparelho. Eu não consigo acreditar que em pleno século XXl está acontecendo esse grande descaso, sendo que a tecnologia vem aumentando a cada minuto no Brasil e no mundo”, desabafa a moradora Geicy Rodrigues.

Além disso, os moradores afirmam que a ilha sofre com a falta de energia elétrica (no local só tem um gerador, que quebrou. E quando funciona é de 18h às 23h), falta d’água (que funciona a base de uma bomba artesanal), e na região o atendimento médico é precário. Um médico vai à ilha de 15 em 15 dias, não tendo serviço de urgência.

O Imirante.com entrou em contato com a Operadora Oi, a qual afirmou que o serviço de comunicação foi desligado na ilha devido ao furto de equipamentos, mas o serviço será restabelecido em breve.

Veja a nota íntegra:

“A Oi informa que uma ocorrência de furto de equipamentos afetou o serviço de telefonia pública no local mencionado pela reportagem. A empresa acrescenta que o serviço será restabelecido o mais brevemente possível”.

O Imirante.com, também, entrou em contato com a Prefeitura de Humberto de Campos, e aguarda um posicionamento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.