Crime bárbaro

Suspeito de matar namorada com 50 facadas é preso no Maranhão

De acordo com a polícia, Silvanildo Mariano de Souza Santos confessou o crime e disse que atacou Railane da Silva Oliveira durante uma briga.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil 30/01/2019 às 15h13
Suspeito de matar namorada com 50 facadas é preso no MaranhãoO suspeito Silvanildo Mariano de Souza Santos e a vítima Railane da Silva Oliveira. ( Foto: Divulgação)

GRAJAÚ- Policiais Civis prenderam, nessa terça-feira (29), Silvanildo Mariano de Souza Santos, 22 anos, suspeito de ter assassinado a sua namorada, identificada como Railane da Silva Oliveira, 16 anos. Segundo a polícia, a vítima foi morta com pelo menos 50 facadas após uma briga motivada por ciúmes.

Leia também:

Homossexual é morto e esquartejado em Presidente Médici

Homem é preso suspeito de estuprar a neta da companheira

De acordo com informações do delegado Marco Aurélio Barbosa Lima, Silvanildo Mariano de Souza Santos já era considerado foragido. Ele foi encontrado escondido na zona rural do município de Grajaú, no interior do Estado.

Silvanildo Mariano de Souza Santos confessou o crime e disse que atacou Railane da Silva Oliveira durante uma briga, disse o delegado. Com o suspeito a polícia apreendeu uma faca, que pode ter sido usada no assassinato da vítima.

Railane da Silva Oliveira foi levado para a cadeia de Arapoema, no norte do Tocantins, e deve responder por homicídio doloso qualificado.

Entenda o caso:

O corpo da adolescente Railane da Silva Oliveira, de 16 anos, foi encontrado na última segunda-feira (28) às margens de uma rodovia no município de Bandeirantes, na região norte do Tocantins.

Segundo informações da polícia, o corpo de Railane da Silva Oliveira estava próximo a um balneário em uma região rural da cidade. No local do crime foram encontrados um capacete, um par de sandálias feminino e uma pulseira. O delegado disse ainda que o zíper da calça da vítima estava aberto e, por isso, pediu exames para saber se ela foi violentada sexualmente.

As marcas de facadas estavam por todo o corpo, inclusive nas mãos, o que indica que ela tentou se defender das agressões. O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Araguaína.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.