Em Barra do Corda

Lavrador é condenado a 14 anos de prisão por tentar matar companheira

A tentativa de homicídio foi no dia 7 de abril de 2015, em assentamento de Grajaú.
Imirante Imperatriz com informações da assessoria15/05/2016 às 11h08

GRAJAÚ – Em sessão de Júri Popular da comarca de Grajaú, o lavrador José Alcione da Silva foi condenado a 14 anos e 10 meses reclusão pelo crime de tentativa de homicídio contra a companheira dele Zildenes Machado Queiroz. O crime foi no dia 7 de junho de 2015, por volta das 21h, em um assentamento localizado no município de Grajaú.

De acordo com os autos do processo, o acusado desferiu vários golpes de facão contra a vítima, atingindo-a na região dos pulsos, cabeça, pernas e face. Ferida, a mulher, ainda, teria sido arrastada pelo agressor para fora da residência do casal, continuando a atentar contra a vida da vítima com um pedaço de madeira com o qual fraturou as pernas. Em seguida o autor teria arrastado a vítima até um matagal próximo onde desferiu vários pontapés. Para escapar, a mulher se fingiu de morta.

Conforme descreve os autos, o crime teria sido motivado por uma crise de ciúmes.

Sobre o julgamento, o Conselho de Sentença rejeitou a tese de desclassificação para crime de lesão corporal de natureza grave sustentada pela defesa.

A pena foi inicialmente de 16 anos e seis meses de reclusão, mas durante dosagem pelo juiz que presidiu o júri Alessandro Arrais Pereira, fixou a pena em 14 anos e 10 meses.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.