Maranhão

Homens armados fazem reféns e assaltam agência bancária em Grajaú

Não há informações de feridos, e o grupo fugiu em duas caminhonetes.
Imirante.com, com informações da Mirante AM12/01/2016 às 05h53

GRAJAÚ - Uma agência do Banco do Brasil foi invadida por um grupo de dez homens armados na cidade de Grajaú, a 580 km de São Luís, no início da madrugada desta terça-feira (12). Ainda não foi divulgada a quantia levada pelos assaltantes.

De acordo com a rádio Mirante AM, a quadrilha se distribuiu pela cidade e bloqueou as duas pontes que dão acesso ao município. Em uma das pontes, que é de cimento, o grupo usou caminhões para impedir a passagem de outros veículos. Na segunda ponte, que é de madeira, a quadrilha espalhou óleo por ela e ateou fogo.

Antes de invadir o banco, o grupo fez, pelo menos, 10 pessoas reféns. Essas pessoas estariam em uma lanchonete no bairro Canoeiro, no município. Segundo uma testemunha identificada como Francisco, seis policiais entraram em confronto com os criminosos.

Junto com as vítimas, o grupo invadiu a agência quebrando as portas de vidro com marretas. Todos os caixas eletrônicos foram violados e, segundo testemunhas, houve troca de tiros entre os bandidos e a polícia. Ninguém ficou ferido, e o grupo fugiu em duas caminhonetes. Até agora, ninguém foi preso.

Outros assaltos

Contando com o assalto em Grajaú, 2016 já soma seis assaltos a bancos em todo o Maranhão. No dia 5 de janeiro, criminosos destruíram uma agência bancária em Alto Alegre do Pindaré. No dia seguinte, duas agências bancárias foram explodidas no município de Igarapé Grande. No dia 7 de janeiro, uma agência do município de Bacuri foi alvo dos bandidos, que chegaram a render os vigilantes de um supermercado. No domingo (10), uma agência em Maracaçumé foi arrombada por criminosos.

Ouça:

Galeria de fotos

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.