E o futuro?

"O meu objetivo é ficar no Sampaio em 2022", diz Brigatti

Comandante disse que, por enquanto, não tem outras propostas
Thiago Bastos / Imirante Esporte 12/11/2021 às 15h23
"O meu objetivo é ficar no Sampaio em 2022", diz BrigattiTécnico no entanto disse que a permanência depende de "conversa" com a direção (Crédito: Paulo Soares) (Paulo Soares)

SÃO LUÍS - O técnico do Sampaio, João Brigatti, falou com exclusividade ao Imirante Esporte após garantir praticamente a permanência do clube em 2022 juntamente com os seus jogadores. Ao portal, Brigatti disse que quer ficar no clube no ano que vem. No entanto, ele não “bate o martelo”, e disse que ainda não conversou sobre o tema com o presidente do clube, Sérgio Frota.

Brigatti disse que o vínculo atual com o Sampaio somente vai até o fim da Série B deste ano. “Ainda não conversamos, mas acho que será apenas uma questão de acerto e conversa curta. O meu interesse é de permanecer”, disse.

O comandante disse que, por enquanto, não tem outras propostas. Ele também falou sobre outros temas.

Elenco

Sobre como encontrou o Sampaio em sua chegada, o técnico disse que encontrou um grupo sem confiança e que o resgate ocorreu principalmente com conversa. “Os jogadores são qualificados e faltava apenas aquele nosso empurrão que começa a surtir efeito”, disse.

Vila Nova

Para Brigatti, o jogo contra o Vila Nova (GO) foi o melhor desde que chegou, pelo resultado e desempenho. “É claro que os outros jogos foram importantes, mas a vitória é do grupo, que assimilou bem o que pedimos”, afirmou ao Imirante Esporte.

Variações táticas

O técnico surpreendeu muita gente, ao escalar o zagueiro Éder Lima como lateral-esquerdo ou terceiro zagueiro no jogo contra os goianos. Brigatti disse que a escolha foi a partir do conhecimento do atleta. “Conheço o jogador desde os tempos do América Mineiro, sei de sua versatilidade e, principalmente, capacidade. Não à toa ele foi bem, méritos dele”, disse.

Brigatti disse que a “improvisação” também ocorreu devido à impossibilidade de uso do Alysson e da lesão do Mascarenhas. “O Mascarenhas estava com uma lesão no tornozelo, e fora que ele vem de uma outra lesão grave e precisa de ritmo”, disse.

Próximos jogos

Segundo Brigatti, os jogos finais serão principalmente para avaliação do elenco. “É importante ver ainda algumas peças, dar oportunidades para que todos possam mostrar valor”, finalizou.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.