Só dá ele

"Eu trabalhei para isso acontecer", diz Pimentinha sobre boa fase

Jogador cresceu nas últimas partidas e vem sendo "o cara" da Bolívia
Thiago Bastos / Imirante Esporte12/11/2021 às 18h03
"Eu trabalhei para isso acontecer", diz Pimentinha sobre boa fasePimentinha vem sendo um dos principais jogadores do Sampaio no ataque nesta Série B (Crédito: Paulo Soares) (Paulo Soares)

SÃO LUÍS (MA) - Se a torcida boliviana ouvir ou ler o nome Anderson Wanderllan de Moraes Rodrigues certamente não saberá de quem se trata. Mas quando se fala em Pimentinha ou “Pimessi”,como diria o intrépido e criativo repórter da Rádio Mirante AM, Afonso Diniz, sem dúvida que a torcida já sabe de quem está se falando.

Após um começo de temporada abaixo, Pimentinha tornou-se um jogador importante para o Sampaio nesta Série B.

Com 4 gols e 5 assistências na competição nacional, de acordo com o site O Gol, sendo os últimos passes registrados na partida contra o Vila Nova (GO), o meia-atacante comemora a boa fase e faz planos para o futuro.

Quais razões?

Sobre os motivos da boa fase, Pimentinha disse ao Imirante Esporte que alguns fatores são responsáveis.

“Alguns fatores levam a um bom desempenho. Nosso grupo é bom, me ajuda bastante, me ajuda a construir jogadas. Venho jogando bem pois todo mundo se ajuda. Fora a comissão técnica, os preparadores físicos, com testes de força. Eu trabalhei bastante para isso acontecer”, afirmou.

E o ambiente?

O meia, perguntando se o ambiente melhorou com a saída do ex-técnico Felipe Surian, disse que este não era o problema do time, que chegou a amargar várias rodadas sem saber o que era vencer. “O ambiente sempre foi bom. Com Surian, com Brigatti. Todo mundo tava fazendo as mesmas coisas, era questão de confiança, que tava baixa no grupo. Não existe essa questão de que com o Surian era uma coisa e que com Brigatti era outra”, disse.

E o futuro?

Questionado sobre a permanência no clube para a próxima temporada, Pimentinha deixou esse aspecto em aberto. “Ainda não sei”, afirmou.

Saiba mais

Pimentinha retornou ao Sampaio em 2020, mais especificamente em setembro, por ordem do presidente Sérgio Frota e autorização do então técnico, Léo Condé. Ele termina o ano anterior com 16 partidas e nenhum gol e três assistências. No entanto, eleva o seu número de jogos nesta temporada e sua efetividade para a equipe.

O jogador começou no Sampaio em 2012, após passar por São José e Moto Club. Depois, o atleta rodou por São Caetano (SP), Luverdense (MT), Remo (PA), Botafogo (SP), Paysandu (PA) e Paraná (PR), além dos Botafogos do Rio e da Paraíba.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.